O canal para quem respira cliente.

Satisfação no segmento financeiro

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

O Seminário “Data Base Business: A informação no Centro da Estratégia do Setor Financeiro”, que acontece no auditório da Bovespa, no dia 31 de março, reunirá palestrantes representando a elite dos gestores de tecnologia, marketing, crédito e cobrança das instituições financeiras. O objetivo é debater as novas formas utilizadas pelo setor para transformar os dados disponíveis sobre os clientes de produtos de varejo em informação relevante para políticas de marketing e relacionamento. O seminário é uma realização da Relatório Bancário, empresa especializada em ações de evento e relações públicas para o setor financeiro com foco em tecnologia da informação.
O evento será dividido em painéis, tratando de assuntos como sedução e infidelidade do clientes na área de cartões de varejo financeiro. Este painel discute os novos padrões de disputa pelo cliente e o impacto de tecnologias de relacionamento baseadas na exploração inteligente de dados. Um outro painel irá abordar aplicações de análise de crédito, riscos, cobrança e oportunidades. Seu objetivo é investigar uma freqüente desconexão entre as enormes bases de dados das empresas e seus serviços de avaliação de riscos. O Seminário contará também com estudos de casos de empresas que conseguiram alavancar os níveis de satisfação dos clientes com o uso das novas tecnologias de organização e exploração inteligente de dados.
De acordo com Marcos Cantarino, diretor da Relatório Bancário, o dramático aumento da competição pelo cliente – sobretudo na arena dos cartões, seguros e outros serviços de varejo – exige uma estreita sintonia entre as estratégias de negócios e os recursos de tecnologia das empresas do setor. “Hoje os executivos de bancos, inclusive da área de TI, já estão utilizando uma linguagem antes restrita ao marketing e canais de vendas”, explica Marcos Cantarino. Para exemplificar, ele cita expressões como aquisição de clientes, churn (cancelamento), retenção, fidelização, cross-sellilng etc. “Esta terminologia invadiu o universo dos diretores de tecnologia (CIOs) e dos demais decisores de estratégias de TI dos bancos, corretoras e administradoras de cartões”, completa o executivo.
Ainda segundo Cantarino, o movimento é de mão dupla: os departamentos de marketing, promoção, vendas e área de produtos em geral, começam a utilizar termos antes da área de TI, tais como data mining, data warehouse, CRM analítico, email-marketing e marketing de database, mostrando que também estão abosorvendo cada vez mais tecnologia em suas atividades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima