Selo de qualidade

0
0



Muito mais do que um reconhecimento. Essa é a visão que a CSU Contact tem do Prêmio Abemd. A empresa está com dois cases entre os finalistas da 18ª edição da premiação, que acontece no próximo dia 8 de maio, no HSBC Brasil, em São Paulo. “A importância é tão grande que ultrapassa uma simples exposição de marca ou um mais um troféu em nossa galeria. Um prêmio como o da Abemd é a consagração do trabalho de toda uma equipe. Nossa expectativa é amplamente positiva, pois acreditamos que o trabalho foi bem feito”, conta Juarez Soares, diretor comercial da CSU Contact.

 

O executivo comenta que, como a empresa já recebeu o prêmio nos últimos anos, sabe muito bem como as vencedoras são vistas pelo mercado, pelos clientes e por seus próprios colaboradores. “É um selo de qualidade do nosso sucesso. Para o nosso cliente, isso é revertido em resultados, pois com um projeto vencedor, não é só a marca CSU que sai ganhando. É a marca do nosso cliente, que é reconhecida por seus clientes e por todo o mercado como uma empresa inovadora e que aposta no que há de melhor. Todos saem ganhando”, reforça.

 

Um dos cases é “Célula de Priorização de Skill Base”. Dentro da operação de atendimento da Net, a CSU Contact definiu uma célula com os profissionais que possuem melhor habilidade em vendas. “Isso, para o cliente, tem duas vantagens. Ele conta com um atendimento mais experiente e pode potencializar as vendas, pois conseguimos resolver o problema e ainda sugerir uma melhora na oferta de produtos”, conta Soares. Este trabalho possibilitou incremento positivo de serviços agregados a cada plano.

 

O segundo case, “Prestação de Serviços para o site Reclame Aqui”, foi desenvolvido para a Telefônica e agrega comunicação via redes sociais. A estratégia consiste em monitorar e atender todas as necessidades dos clientes da operadora. Por meio da metodologia COPC, Customer Operation Performance Center, a CSu Contact desenvolveu um sistema que aprofunda-se nas necessidades do cliente e responde, de maneira mais eficiente. “Isso faz com que a maior parte da demanda gerada pelo usuário nas redes sociais seja solucionada em um prazo máximo de cinco dias, sem gerar qualquer tipo de comentário que não seja positivo. Isso comprova que o atendimento está sendo bem feito”, explica.