Sem dor de cabeça!

0
18



Em 2011 a Anador iniciou um processo de rejuvenescimento, a marca, com mais de cinquenta anos no mercado, começou a investir mais em campanhas criativas de comunicação no ambiente online e offline. Desde então as ações de marketing vem sofrendo evoluções e hoje as ferramentas digitais são grandes aliadas à imagem do medicamento. “Os benefícios do marketing digital são inúmeros. É uma mídia com custos acessíveis e que permite um alcance global para qualquer ação”, afirma o gerente da marca Anador, da Boehringer Ingelheim, Rodrigo Kurata.


O executivo conta que no início de 2012 a marca ainda realizou a campanha “Carona de amigo”, com o intuito de se aproximar de seus consumidores por meio da prestação de um serviço, “Uma maneira de aliviar a rotina do trânsito nas grandes cidades brasileiras e a consequente dor de cabeça”, diz. “Foi nessa época que Anador iniciou uma campanha no Facebook, conquistando cerca de 60 mil fãs e milhares de seguidores na fanpage ‘Carona de Amigo'”, afirma. Já em agosto de 2012foi lançada a fanpage oficial com foco no aplicativo “Patrulha Brasil”, que em 6 meses alcançou mais de 250 mil fãs.


No começo deste ano foi lançado o “Movimento Não Desista”, uma central de troca de experiências, em que a proposta é utilizar ideias de alguns para inspirar mudanças na vida de outros. “A plataforma incentiva a criatividade e cooperação das pessoas para solucionar as milhares de dores de cabeça do dia a dia dos consumidores. No início de abril, a fanpage já contava com quase 350 mil fãs e gera semanalmente mais de seis milhões de impactos na rede”, pontua Kurata.
 
As mídias tradicionais, como TV e rádio continuam sendo as principais ferramentas para ganhar alcance, nas campanhas da Anador. Porém, o marketing digital, segundo o executivo, que antes era usado apenas como uma mídia de apoio, hoje é parte essencial do plano de mídia das marcas. “O marketing digital tem peso de investimento cada vez maior em função do aumento da mobilidade, por ser um ambiente de alta penetração e propiciar um relacionamento mais próximo com os consumidores de maneira direcionada e de alto impacto”, explica Rodrigo. Em relação às redes sociais, o gerente acredita estas serem ambientes colaborativos e de alto engajamento, o que permitem gerar experiências novas e realizar ações de marketing específicas a cada público, os quais acabam se interagindo, multiplicando o conteúdo para outras pessoas.


Tendência para este e os próximos anos, a integração de canais podem provocar grande engajamento entre a marca e o consumidor. Como a marca está se posicionando diante deste desafio? “Em 2013, Anador já está trabalhando neste sentido, criando um comercial de TV que ao mesmo tempo traz a mensagem de marca e gera call to action para a interação do público no aplicativo do ‘Movimento Não Desista’ do Facebook”, evidencia Kurata. “Além deste link no comercial, utilizamos as rádios e ações de merchandisings para falar da plataforma do movimento. Estamos num processo de grande aprendizado que certamente nos ajudará a criar campanhas cada vez mais integradas e eficientes nos próximos anos”, finaliza.