Sem prejuízos na concessão de crédito

0
1



Autora: Juliana Figueiredo Cantanhede


Utilizando um jargão muito conhecido, podemos dizer: nunca na história deste País houve tanta concessão de crédito. Esta afirmação é uma crescente constante, tanto que o Banco Central estima que em 2010, o crédito representará 49% do PIB.


Definitivamente, o crédito impulsiona o crescimento da economia, ainda mais acelerado com o otimismo no atual cenário nacional, já que o brasileiro recorre cada vez mais a este recurso, quer seja para conquistar sonhos materiais, quer seja para saldar dívidas.


E assim, com uma oferta de fácil procura, é importante contar com diretrizes que facilitem e acelerem a concessão de crédito, resguardando na mesma proporção a segurança e a confiabilidade das informações do tomador, sobretudo para evitar fraudes.


As referências informadas pelo interessado por meio de preenchimento de formulários cadastrais como processo único de confirmação de veracidade de dados ainda é um processo falho, uma vez que basear-se em palavras garantidas apenas pelo tomador poderia beneficiar um suposto fraudador a aplicar um golpe sem dificuldade.


Por outro lado, a confirmação por processos burocráticos demandariam tempo e ainda custos que poderiam enfraquecer a força de vendas, bem como sua rentabilidade.


E então? Como garantir a confiabilidade das informações sem comprometer o processo de concessão de crédito?


A tecnologia de hoje permite mais do imaginamos, tanto no quesito agilidade e automatização como confiabilidade.


Por meio da automação de processos, hoje é possível reunir, em um mesmo ambiente, consultas às fontes legais disponíveis na internet e aos bureaus de informações, permitindo que os dados disponíveis nos sistemas legados sejam confrontados no momento do atendimento ao cliente, garantindo a análise de veracidade dos dados, sem necessidade de nenhum outro recurso. Os recursos tecnológicos aliados ao poder da internet proporcionam um modo suficientemente rápido, seguro e, ainda, com custos mais baixos.


Junto a isso, se destaca a economia operacional com a redução de meios necessários para a concessão de crédito, além da assertividade do processo que evita prejuízos pela liberação indevida, caracterizada pela fraude.  Em resumidas palavras, poupa-se tempo e dinheiro (aliás, muito dinheiro).


Um fator muito importante neste processo é escolher cuidadosamente quais serão as fontes que servirão de base para o confronto destas informações. A escolha deve-se ater ao que for necessário e confiável.


Destaco a questão do bureau que, além da precisão dos dados, devemos certificar-nos quanto à origem dos dados deste para que não comprometa o processo por descuido quanto à licitude da informação. Por isso, recomendo que a contratação destas empresas seja auditada, garantindo documentalmente a legalidade deste banco de dados, bem como a responsabilidade da companhia que prestará este serviço.


A facilidade, a velocidade, a confiabilidade e a redução de custos operacionais são benefícios que a automação de processos de consultas, portanto, proporciona, assegurando que a força de vendas cresça em segurança. Depois disso? É preciso apenas preocupar-se com o principal: as estratégias para a melhor oferta de sua empresa.


Juliana Figueiredo Cantanhede é gerente de contas da ZipCode