Serviços de telefonia tiveram 10% de crescimento em 2002

0
1

Os números consolidados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em novembro mostram que o Brasil já soma quase 73,445 milhões de telefones. Desse total, 38,806 milhões são referentes a acessos fixos em serviço; 1,367 milhão de telefones de uso público (orelhões); e 33,272 milhões correspondem a terminais dos Serviços Móveis Celular (SMC) e Pessoal (SMP).

Os terminais móveis apresentaram o maior índice de crescimento em relação a outubro, 22,5%, com destaque para o SMP, responsável por 59% desse percentual de aumento verificado em novembro. O serviço pré-pago, que em outubro representava 70,88% da planta (SMC + SMP), em novembro passou a ter uma participação de 71,15%.

Do total de terminais móveis, 32,183 milhões são do SMC (outubro totalizava 31,856 milhões), dos quais 21.604 milhões na banda A (64,93%), e 10,579 milhões na banda B (31,80%), e 1,089 milhão são referentes ao SMP, bandas D e E (em outubro somava 684,5 mil). O número de acessos móveis para cada grupo de 100 habitantes passou de 18,97 (outubro) para 19,39 (novembro), no Brasil.

Os números consolidados em novembro mostram que 60,89% dos acessos móveis em serviço utilizam a tecnologia TDMA (Time Division Multiple Access); 33,21% operam com a tecnologia CDMA (Code Division Multiple Access); 3,27% em GSM (Global System for Mobile Communications); e 2,62% ainda usam a tecnologia analógica AMPS (Advanced Móbile Phone System).

Com a antecipação das metas de universalização (previstas para 2003) realizada por três das quatro concessionárias do Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC), o total de telefones fixos instalados em novembro no País soma 49,411 milhões, apresentando um tímido crescimento de 0,5% em relação a outubro (49,391 milhões). O total de acessos fixos em serviço também evoluiu, passando de 38,746 milhões (outubro) para 38,806 milhões (novembro). O total de telefones públicos instalados se manteve estável em 1,367 milhões.

Nos últimos 12 meses (novembro de 2001 a novembro de 2002), o crescimento do total de telefones (fixos, públicos e celulares) em serviço no País foi de 10,5%, passando de 66.434 milhões para 73,445 milhões de terminais.