Shell terceiriza gestão de TI

0
3



A Royal Dutch Shell (Shell) firmou um contrato de cinco anos com a EDS, no valor de US$ 1 bilhão para gerenciar os serviços de computação para o usuário final. O pacote inclui serviços de desktop, central de atendimento, backup e recuperação de desastres, proteção de informações móveis e de mensagens gerenciadas para 150 mil usuários em mais de 100 países em todas as operações globais.


Para reduzir a complexidade do gerenciamento para a Shell, a EDS também atuará como integradora de operações, em estreita cooperação com os outros principais fornecedores de TI da Shell. Aproximadamente 1,5 mil profissionais de TI, incluindo funcionários em tempo integral e terceirizados que trabalham atualmente na Shell, entrarão na EDS, em 65 países do mundo.


“A EDS possui presença global significativa e experiência comprovada em terceirização de TI em larga escala. O que pedimos foi que eles empregassem a ampla experiência que possuem e atuassem como integradores de operações junto aos nossos outros parceiros mais importantes”, disse Alan Matula, vice-presidente executivo e CIO da Shell.


“O novo contrato foi assinado no intuito de aprimorar significativamente a flexibilidade operacional da Shell, estabelecendo padrões globais de tecnologia e operações para os negócios da empresa, de forma que permita à Shell concentrar-se em uma TI que respalde os objetivos estratégicos de mais investimentos a curto prazo, maior lucratividade a longo prazo”, disse Bill Thomas, vice-presidente executivo da EDS EMEA (Europa, Oriente Médio e África).