Sobe faturamento do e-commerce

0
9



De acordo com o relatório Webshoppers, produzido pela e-bit e a Câmara E-net, Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, só no primeiro semestre do ano o comércio eletrônico faturou R$ 10,2 bilhões – 21% a mais do que no mesmo período do ano passado, sem descontar a inflação. Neste período, 5,6 milhões de pessoas fizeram a sua primeira compra on-line, totalizando 37,6 milhões de consumidores on-line. Segundo o estudo, o valor médio da compra ficou em R$ 346, sendo que 29,6 milhões de encomendas foram feitas nas lojas virtuais.


Ainda de acordo com o levantamento, o segmento de eletrodomésticos e o de produtos de saúde, beleza e medicamentos foram os mais expressivos, com 13% de participação nas vendas cada um.
A categoria moda e acessórios, ficou em terceiro lugar no ranking das cinco categorias mais vendidas, registrando 11% de participação, sendo um índice positivo já que no último relatório não aparecia entre as cinco principais.


Em quarto lugar, livros, revistas e assinaturas de jornais corresponderam a 10% das vendas, e na quinta colocação, informática, com 9%.