SPSS registra crescimento de 52% no mercado brasileiro

0
1

A SPSS, especializada em softwares de datamining e CRM analítico, registrou crescimento de 52% no Brasil durante o ano de 2001. O desempenho da subsidiária supera o balanço global do grupo que fechou o ano com queda de 5% na receita, totalizando US$ 187,4 milhões (pro forma), sem incluir aquisições e outras despesas não relacionadas.

O ganho pro-forma por ação atingiu US$ 0,56. O balanço consolidado, contando as aquisições das empresas como ShowCase, NetGenesis e outras despesas não relacionadas e de implementação, soma US$ 176,6 milhões, com ganho por ação de US$ 1,52. Em 2000, a companhia obteve receita de US$ 197 milhões, com ganho de US$ 0,98 por ação, e lucro líquido de US$ 186,1 milhões, com ganho por ação de US$ 0,41.

Para o presiddente da empresa, Ricardo Ventura, o aumento da procura por soluções de análise de dados nas telecomunicações e finanças se deve à necessidade das companhias de gerenciar volume cada vez maior de informações estratégicas para ganhar competitividade no mercado globalizado. Outro fator é a entrada das holdings internacionais nesses segmentos, que trouxe a cultura das ferramentas analíticas para o país. “Há dois anos, o nosso principal mercado eram as universidades e institutos de pesquisa. Hoje, as telcos representam a maior parte da receita, com 30%, seguidas por instituições financeiras, com 25% da fatia e setor acadêmico com 23%”, afirma o executivo.