Stefanini anuncia planos para 2007

0
2


Depois de consolidar no mercado brasileiro de serviços de TI, a Stefanini IT Solutions planeja, para 2007, crescer via aquisições. “Estamos em busca de empresas, principalmente no exterior, especializadas em serviços de TI para acelerar nosso crescimento fora do Brasil”, revela Marco Stefanini, presidente e fundador da empresa. Outra iniciativa prevista é a abertura de capital até o final de 2007. “A idéia do IPO é justamente para capitalizar a empresa para novas aquisições”, afirma o executivo. Entre os planos da empresa está atingir o faturamento de R$ 1,5 bi até 2011.

Com 30 escritórios em 14 países, a Stefanini deve fechar o ano de 2006 com faturamento de R$ 320 milhões. Desse valor, 20% vêm das operações fora do Brasil. “Nossa expectativa é equilibrar a composição dessa receita em 50/50% e para tanto estamos dispostos a investir fortemente no mercado externo”, conclui.

Para conquistar esses números, a Stefanini anuncia também novidades na gestão. A empresa passa a contar com três vice-presidências: uma na área de Serviços e duas em Negócios. Na estratégia da empresa está previsto também um aumento significativo no número de seus colaboradores, que passariam de cinco mil para 15 a 20 mil em 2011.

O ano de 2006 foi marcado por importantes conquistas para a Stefanini. Só na América Latina, a empresa registrou um aumento de 50% nas operações dos escritórios do Chile e Peru. Também em 2006, a companhia abriu duas novas filiais em localidades estratégicas para a empresa. Uma em Londres (Inglaterra) e outra em Hyderabad, uma das regiões com maior capacidade tecnológica da Índia.Ao todo são 16 escritórios espalhados pelos EUA, América Latina, Europa e Ásia. “A abertura desses dois escritórios marca uma nova era para a Stefanini. Além dos EUA, América Latina e Europa, estar na Índia vai nos proporcionar maior escalabilidade para a negociação com contratos de grande porte”, esclarece Marco.

Outro destaque da empresa são as fábricas de software. A boa notícia neste segmento é que a empresa obteve o grau máximo do Capability Maturity Model Integration (CMMI), certificado que confere um padrão de qualidade internacional na engenharia de software. A conquista do CMMI, uma versão aperfeiçoada do CMM, é resultado dos investimentos constantes que a Stefanini têm feito para promover melhorias nos serviços oferecidos no Brasil e exterior. Desde 2004, quando alcançou o nível 3 do CMM, a consultoria já vinha trabalhando dentro das normas definidas pelos níveis 4 e 5 da certificação. No início de 2005, promoveu as evoluções dos processos e ferramentas visando à obtenção do maior grau de maturidade.

Um passo fundamental para o grande avanço da Stefanini foi o desenvolvimento de uma nova ferramenta para Gestão dos Projetos e Processos, batizada de Dashboard. A solução é voltada para o processo de gerenciamento de projetos e fábricas de softwares dentro dos parâmetros estabelecidos pelo CMMI.