Supermercados faturam R$ 177 bi

0
2



O 33º Ranking Abras 2010, divulgado pela Abras – Associação Brasileira de Supermercados, aponta que o faturamento do setor em 2009 alcançou R$ 177 bilhões. Em 2009, o número de lojas chegou a 78.311, aumento de 3,4% em relação a 2008, com 899.754 funcionários, crescimento de 2,6%. O lucro líquido médio, em 2009, ficou em 2,23% sobre o faturamento – o maior da série histórica que começou em 1999.

 

No ano passado, a concentração de mercado no setor supermercadista apresentou ligeiro crescimento. As três maiores redes supermercadistas do Brasil representam 40% do faturamento do setor – aumento de dois pontos percentuais em relação a 2008. As cinco maiores empresas tiveram uma participação de mercado de 43%. Já as dez maiores têm 48% de mercado – dois pontos percentuais a mais do que no ano anterior.

 

Quanto aos meios de pagamentos, os cartões de crédito representam 34,6% do faturamento, assim divididos: cartões de crédito de terceiros (25,2%) e cartões de crédito próprios (9,4%). Já o cartão de débito apresentou queda de 5,6 pontos percentuais e agora representa 11,9%, contra 17,5% em 2008. A modalidade dinheiro continua sendo a mais utilizada, com 39,8%.

 

A novidade do Ranking de 2010 é a mensuração do quanto outras atividades representam no faturamento das empresas supermercadistas. De acordo com a pesquisa, do faturamento total das empresas do setor, 82% provêm de supermercados, 14% da venda no atacado, 3% da comercialização de combustíveis e 1% do canal farmácias.

 

Primeiro trimestre
As vendas reais do setor supermercadista em março de 2010 cresceram 10,42%, em relação a março de 2009, de acordo com o Índice Nacional de Vendas, divulgado mensalmente pela Abras. Em comparação a fevereiro de 2010, houve alta de 10,16%. No acumulado do primeiro trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado, a alta chega a 8,61%. Esses índices já foram deflacionados pelo IPCA do IBGE.

 

Em valores nominais, o Índice de Vendas da Abras de março apresentou aumento de 16,12% em relação a março de 2009 e alta de 10,74% sobre fevereiro de 2010. Já o acumulado do trimestre ficou em 13,90%. “O mês de março contou com o período de Páscoa, o que contribui para esse aumento expressivo no faturamento do setor. De qualquer maneira, como o acumulado de 8,61% no primeiro trimestre mostra claramente, mantemos a tendência de forte aumento nas vendas do setor supermercadista”, esclarece Sussumu Honda, presidente da Abras.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVarejo no e-commerce
Próximo artigoLand Rover realiza recall