Sustentabilidade nos negócios

0
2



A Serasa Experian lançou, ontem (29/10), em São Paulo, o Conformidade Ambiental, produto resultante de uma tecnologia desenvolvida para o tratamento de informações de natureza ambiental, sobre empresas e produtores rurais. O produto permite que as instituições financeiras avaliem o cumprimento à legislação ambiental por parte das empresas causadoras de impactos ao meio ambiente e dos produtores rurais. Este produto, juntamente com os Relatórios de Responsabilidades Social, Ambiental e Relatório Econômico-financeiro, consolida a Solução Serasa Experian para a Gestão da Sustentabilidade.

 

“O Conformidade Ambiental está perfeitamente alinhado às políticas de sustentabilidade da Serasa Experian, que, em relação aos produtos e serviços, estabelece que se criem soluções que contribuam para o aprimoramento do processo de tomada de decisão de negócios dos nossos clientes, de forma a gerar valor sustentável” afirma Francisco Valim, presidente da Serasa Experian. E salienta também o quanto o produto está em harmonia com os pressupostos da Agenda 21 da Assembléia Geral das Nações Unidas, que preconiza que as informações para o desenvolvimento sustentável estejam disponíveis e acessíveis quando forem necessárias, porque “o desenvolvimento sustentável só será atingido se os processos de tomada de decisões forem baseados no provimento de informações consistentes e confiáveis por aqueles que as detêm”.

 

Entre as informações que o Conformidade Ambiental compreende, estão licenciamentos, outorgas, atendimento ao Código Florestal e autorizações; infrações, autuações, sanções e acordos conciliatórios; Certificados de Regularidade e SICAFI – Sistema de Cadastro, Arrecadação e Fiscalização; áreas contaminadas; áreas embargadas ou interditadas; e informações sobre trabalho escravo.

 

O conhecimento da conformidade ambiental das empresas causadoras de impacto ao meio ambiente e dos produtores rurais é fundamental para as instituições financeiras que adotam o conceito de finanças sustentáveis. É importante também para as empresas que incorporam em seus processos de tomada de decisão as dimensões de risco ambiental e social, cobrando dos fornecedores e prestadores de serviços compromissos de responsabilidade socioambiental.

 

O poder público também passa a dispor de um instrumento efetivo para adotar critérios socioambientais em seus processos de licitação. Esse produto ainda é de grande utilidade para as seguradoras que estipulam o valor dos prêmios de seus segurados com base em critérios socioambientais e, para os fundos de investimento que selecionam as ações das empresas que compõem os seus portfólios alinhados ao conceito de ISR – Investimento Socialmente Responsável.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstímulo à inovação
Próximo artigoServiços móveis