Também tem startup ajudando o varejo

0
2
O mercado brasileiro já conta com 216 startups focadas em trazer soluções para o setor do varejo e consumo no Brasil. É o que mostra o Liga Insights Retail, mapeamento realizado pela Liga Ventures, aceleradora especializada em gerar negócios entre startups e grandes empresas, em parceria com o OasisLab, espaço de inovação especializado em varejo. O levantamento foi realizado com base em diversas fontes, como inscrições para os programas de aceleração e eventos da Liga Ventures, informações do Laboratório de Varejo da Universidade Positivo, recomendações, notícias em portais de negócios e busca ativa de startups.
Ao todo, foram avaliadas 4.163 startups em todo o país e as 216 enquadradas em varejo foram distribuídas em 11 categorias que cobrem toda a cadeia do setor, com soluções que trazem inovações para gestão de lojas (31 startups), pagamentos (26 startups), logística (18 startups), IoT, Big Data e novas tecnologias (21 startups), entre outros. De acordo com Rogério Tamassia, sócio-diretor da Liga Ventures, há uma ebulição de novidades surgindo para o segmento do varejo capitaneadas pelas startups.
Das 216 startups mapeadas, 115 foram classificadas como soluções da chamada “Loja 4.0”, conceito cunhado por Fabíola Paes, fundadora da Neomode e head of retail lab no OasisLab. Graças ao smartphone, o cliente do varejo acessa uma série de ferramentas que influenciam sua experiência. Essa mudança representa uma oportunidade para aplicar na loja tecnologias como internet das coisas, realidade virtual e realidade aumentada, robótica, inteligência artificial, aplicativos, entre outras. “Essa ´inteligência digital´ aprimora a experiência de compra e permite ao consumidor, por exemplo, realizar suas compras de casa e ir à loja só para retirar o produto, evitando filas, ou receber ofertas daquilo que realmente interessa à sua necessidade”, afirma Fabíola.