Telecom e bancos lideram reclamações

0
1



O Procon-SP divulgou o Cadastro de Reclamações Fundamentadas em 2010. Telefônica, Itaú Unibanco, grupo Bradesco, Samsung e Claro são as cinco  primeiras colocadas do ranking. A lista contém apenas reclamações fundamentadas, ou seja, demandas de consumidores que não foram solucionadas, sendo necessária a abertura de processo administrativo para serem trabalhadas pelo órgão junto aos fornecedores. Os números foram apresentados por Eloisa de Sousa Arruda, secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania Estado de São Paulo, e Paulo Arthur Lencioni Góes, diretor-executivo do Procon-SP.

 

A área técnica de Serviços (água, telefonia, luz, escola, clubes, oficina mecânica, etc.) foi a que registrou o maior número de reclamações, 36%, seguida pela de Produtos (móveis, eletrônicos, vestuário, etc.), 35%. As áreas de Assuntos Financeiros/Habitação (bancos, cartões de crédito, financeiras etc.), Saúde/Alimentos (planos de saúde, cosméticos, medicamentos, etc.) concentraram, respectivamente, 25% e 4% das reclamações fundamentadas.

De um total de 630.715 atendimentos (simples consultas, atendimento preliminar, orientação, etc.), apenas 31.509 (5%) transformaramse em reclamações fundamentadas. Ao todo, estão listados 3.422 fornecedores. Com relação a 2009, houve um aumento de 18,15% no total de atendimentos, em contrapartida, os que se transformaram em reclamações fundamentadas diminuíram 24,5% em relação ao mesmo período.


Entre as novidades, o recorte do Cadastro traz neste ano os rankings de menor atendimento ao consumidor, das empresas que menos realizaram acordos e dos problemas mais frequentes nas reclamações. Na coletiva para a imprensa, foram destacadas as principais notícias decorrentes da análise dos dados relativos a serviços e produtos das diversas áreas, incluindo o histórico de reclamações e autuações das empresas no Procon-SP.


Clique aqui para conferir outros números do Cadastro de Reclamações Fundamentadas em 2010.