Telefônica faz mobilização sobre trabalho infantil

0
1



Cerca de 300 educadores e lideranças sociais discutiram, nesta terça-feira (07/08), a situação de meninos e meninas trabalhadores no Estado de São Paulo, durante o evento Trabalho Infantil não é Brincadeira, promovido pela Fundação Telefônica. Durante a atividade, participantes do Programa Pró-Menino/Combate ao Trabalho Infantil nas cidades de São Paulo (M’Boi Mirim e Grajaú), Sumaré, Santos, Bauru e Ourinhos apresentaram a cartografia do trabalho infantil nestes municípios.


A cartografia consiste em um levantamento de percepções, sentimentos e pensamentos tanto das crianças vítimas do trabalho infantil quanto das pessoas que convivem com a existência desse problema. Os participantes do Programa Pró-Menino fizeram entrevistas e outras análises para identificar essas características e as apresentaram em forma de painéis durante o evento. Esse diagnóstico integra o conjunto de ações do programa que visam à resolução do problema. Autoridades desses municípios também participaram do debate.


“O evento promoveu a partilha de experiências e aprendizados acumulados até esta fase das atividades do Programa Pró-Menino. Esperamos que este trabalho e seus resultados motivem outras empresas e atores sociais a se somarem à Telefônica na erradicação do trabalho infantil”, reforçou o diretor-presidente da Fundação Telefônica, Sérgio Mindlin. A ação teve o objetivo de ampliar a mobilização em torno do tema e estimular a busca e a implantação de soluções a partir do retrato da realidade das regiões onde o programa é realizado.