Totvs se volta à transformação digital

0
1
Nas últimas décadas, grandes mudanças tecnológicas alteraram as relações sociais e o nível de importância em relação às máquinas. Cada vez mais, a tecnologia digital faz parte do cotidiano. Toda essa evolução tecnológica proporcionou uma mudança de comportamento das pessoas, suas necessidades e expectativas em relação à aplicação de inovações no dia a dia. Não por menos, tal evolução revolucionou os negócios. Um estudo do Gartner estima que em 2020, o S&P 500 seja composto em 75% por organizações que ainda nem nasceram. Isso significa que estamos no início de uma profunda transformação digital nas empresas.
Com objetivo de atender a essa demanda e orientar as companhias a continuarem sendo competitivas, a Totvs Consulting criou a estrutura de Transformação Digital. Com uma equipe formada, atualmente, por mais 70 consultores, o objetivo é repensar os negócios e os processos das empresas. Os consultores se dividiram em onze áreas de estudo diferentes, para acelerar o aprendizado das tecnologias disruptivas, tornando-se especialistas em Social, BPM Digital, Business Analytics, User Experience, Impressora 3D, Cloud & Next Generation Integration, Mobile, Drones, Internet das Coisas, Inteligência Artificial e TI Bimodal. 
A oferta da Totvs Consulting está baseada em três camadas de transformação independentes., porém complementares. Permitindo que as companhias extraiam o benefício de cada uma delas ou, ao realizar uma transformação completa, um retorno ainda maior. A primeira delas é a Transformação Digital dos Negócios, na qual a consultoria analisa todas as unidades de negócio da empresa para repensar o seu planejamento estratégico. O objetivo é avaliar se as divisões estão alinhadas ao momento atual do mercado para reformular o que for preciso. Tal reflexão, e consequente adequação, visa impulsionar a competitividade da companhia.
A segunda, Transformação Digital dos Processos, redesenha os processos da empresa à luz das tecnologias digitais, uma vez que as novas ferramentas podem impactar todas as rotinas de uma organização. Nesta fase, são analisadas, de forma detalhada, todos os processos que podem sofrer impacto e seleciona quais devem ser priorizados no estudo da transformação digital. Os consultores especializados em tecnologias disruptivas repensam os processos por meio de técnicas de Design Thinking e, em seguida, realizam uma análise da viabilidade financeira, que objetiva estimar os benefícios, investimento e prazos para realizar a transformação digital. Esse planejamento tem duração de cerca de três meses e, a partir dele, é possível estruturar um plano de implantação.
A terceira etapa é a Arquitetura Digital Viabilizadora. Trata-se da infraestrutura necessária para suportar todas essas novas tecnologias que serão implementadas. Para isso, é feito um levantamento e diagnóstico da fundação tecnológica da empresa e, após esse processo, parte-se para a construção da nova arquitetura.
“Até pouco tempo, o planejamento estratégico e de TI de uma organização eram realizados de forma separada. Hoje, o impacto das novas tecnologias é tão grande, que, mais do que simplesmente implementar ferramentas disruptivas, é necessário repensar todas as rotinas e estratégias de negócio da empresa. Esse processo é fundamental para que as organizações aumentem a sua competitividade, independentemente da indústria em que estão inseridas, porte ou ter contato direto ou não com o cliente”, afirma Charles Hagler, diretor da Totvs Consulting.