Transformação no pagamento móvel

0
1
A First Data anunciou a sua colaboração com a Apple para o novo serviço Apple Pay, que tem como objetivo de transformar os pagamentos móveis em um hábito fácil ao realizar compras a partir do smartphone (iPhone 6 e iPhone 6 Plus) ou até mesmo por meio de um relógio de pulso (Apple Watch). A tecnologia da First Data na Apple Pay também permite que empresas e desenvolvedores lancem aplicativos para pagamentos móveis. “A Apple Pay amplia o uso de pagamentos móveis e terá um impacto sobre a indústria como nunca houve”, comenta Frank Bisignano, chairman e CEO da First Data. “As soluções da First Data para apoiar a Apple Pay fornecem às instituições financeiras, comerciantes e desenvolvedores ferramentas e códigos necessários de desenvolvimento de aplicativos que oferecem uma maneira fácil e segura de pagar com um único toque na tela do dispositivo”.
 
A colaboração para criar o serviço marca mais um passo na transformação da empresa, que tem como meta se tornar uma provedora de soluções tecnológicas. “Nosso principal objetivo é ajudar os clientes a ampliar seus negócios e um dos principais impulsionadores para isso é a utilização de tecnologia, permitindo que os emissores de cartões e estabelecimentos comerciais – desde os menores às grandes redes – ofereçam novas opções de pagamento para os consumidores, incluindo a revolução dos pagamentos móveis”, finaliza Bisignano. 
 
Com a Apple Pay, comerciantes de todos os tamanhos terão a oportunidade de ter uma experiência de transação que seja fácil, como tocar seus smartphones em um terminal de pagamento, bem como será um processo mais seguro. Com a tecnologia Near Field Communication (NFC) no ponto de venda, o serviço permite que os usuários mantenham seu iPhone perto do leitor sem contato, mantendo um dedo no touch ID do celular.  
Já para os usuários, a segurança também é um assunto importante. Através do processo chamado de tokenização, os dados de crédito ou débito do consumidor estão protegidos durante as transações. No processo de geração de tokens, os consumidores inserem as informações do cartão na carteira digital do dispositivo móvel, com informações do titular do cartão protegido pelo token, os números da conta bancária se tornam mais difíceis de serem corrompidos, reduzindo assim o risco de fraude.