Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Um boomerang chamado cliente

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Em épocas de crise, os consumidores assumem uma posição mais retraída, fruto da incerteza financeira e da falta de confiança em utilizar o crédito. Mais do que antes, eles passam a comprar somente aquilo que lhes traz certeza de qualidade a um preço justo. E acabam se apegando mais às empresas que já conhecem, por saberem que elas irão lhes entregar aquilo que esperam. Por isso, a todo instante, as marcas investem em caminhos que possam suprir os desejos dos clientes e fazer com que se realizem com sua escolha. Afinal, essa pode ser a luz do fim do túnel para passar pelo cenário incerto com maior segurança.
Na verdade, para o gerente de marketing da Mahogany, Brian Drummond, um cliente satisfeito traz muitas outras certezas. Por exemplo, a empresa sabe que há grandes chances de retornar. Assume um papel quase como um boomerang benéfico. “Cliente satisfeito com a marca volta a comprar sempre”, diz. Aliás, é um retorno ainda maior, pois também é grande a probabilidade de ele indicar a empresa para outros consumidores potenciais. Em momentos negativos como este, a opinião do público se faz ainda mais importante. O executivo explica que, por si só, o cliente já é um descrente da propaganda e tende a acreditar menos quando não está confiante, principalmente, financeiramente. 
Então, quando uma pessoa ouve uma indicação de outro consumidor – seja conhecido ou não, as chances de confiar na marca são maiores. “A experiência é fundamental e, quando é positiva, o cliente divulga e a base de consumidores do produto cresce”, esclarece Drummond. Por outro lado, também é preciso cuidado, pois assim como a opinião positiva, a negativa também tem força de se tornar viral e os consumidores tendem a ficar do lado do cliente. Por esta razão, o gerente ressalta a importância de se investir em pesquisas, a fim de saber se o que é entregue está de acordo com o esperado. “Muitas empresas não conseguem transmitir com clareza seus diferenciais, o que reflete em um ruído no entendimento de suas marcas e, consequentemente, frustra as expectativas e satisfação de seus consumidores.”
Ou seja, ouvir o cliente e procurar satisfazê-lo, bem como mostrar seus valores, são caminhos a serem seguidos para quem quiser conquistar o mercado. Mas, para que se torne um diferencial competitivo, os clientes precisam se sentir abraçados pela marca e percebam que ela se preocupa com a sua realização. “Naturalmente as vendas e o destaque virão”, complementa. E, mais e mais, os clientes desejarão voltar à empresa, junto com outros públicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima