Uso de wearable

0
2
Dados recentes da Kantar Worldpanel ComTech apontam que em dezembro do ano passado 15,6% dos consumidores norte-americanos possuíam relógios ou pulseiras inteligentes. Nos quatro maiores mercados europeus – Grã Bretanha, Alemanha, França e Itália -, a adoção desse tipo de produto continuou abaixo da dos Estados Unidos, alcançando 9,2%. “Nos EUA, entre os não-proprietários pesquisados em dezembro de 2016, apenas 8% planejavam comprar um dispositivo portátil nos próximos 12 meses, enquanto 76% não pretendiam comprar. O preço continua a ser a maior barreira (46%), enquanto 33% afirmam que ‘as funcionalidades não são úteis’, e 30% disseram que não queriam usar um relógio”, revela Lauren Guenveur, Diretora do Consumer Insight da Kantar Worldpanel ComTech. Apesar da menor penetração nos mercados europeus, a intenção futura de comprar um wearable é maior do que nos Estados Unidos, com 12,1% planejando comprar no próximo ano.