Varejo começa ano em alta

0
2



O ano começou bem para o varejo, segundo aponta a Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV) da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio). Em janeiro, o faturamento real do setor foi 6,3% superior ao obtido no mesmo período de 2007. Com esse resultado, o varejo da região metropolitana de São Paulo completa um ciclo de 22 meses de crescimento no faturamento real. O desempenho apontado pela pesquisa é resultado do crescimento das lojas de eletroeletrônicos, vestuário e materiais de construção. Além disso, o crédito foi o elemento essencial para os resultados de 2007, em parceira com os prazos médios maiores.


O segmento de eletrodomésticos e eletrônicos registrou a maior elevação de vendas, dentre todos os segmentos pesquisados pela PCCV, com 24,5% em comparação com o mesmo mês de 2007. O setor de vestuário, tecidos e calçados acusou em janeiro incremento de 22,3% em seu faturamento, ante o mesmo período do ano anterior. Lojas de material de construção continuam com o bom desempenho verificado ao longo do ano passado e registrou em janeiro, crescimento de 21,4% em relação ao mesmo mês de 2007.


Lojas de móveis e decoração tiveram alta de 8,7% no seu faturamento real em comparação com o mesmo período de 2007. Concessionárias de veículos apresentaram crescimento de 7,5% no primeiro mês do ano, após um 2007 positivo. Já o setor de farmácias e perfumarias registrou em janeiro, alta de 3,1% no faturamento real, comparativamente ao mesmo mês de 2007. Por fim, supermercados registraram crescimento de 2,7% em relação a janeiro do ano passado.


na outra ponta, lojas de departamentos registraram queda de 12,2% no faturamento, na comparação com o mesmo período de 2007. Mas o pior desempenho da PCCV foi das lojas de autopeças e acessórios. O segmento apresentou queda de 24,7% no faturamento de janeiro, em relação ao mesmo período de 2007.