O canal para quem respira cliente.

Varejo pode ter crescimento real de 7,9%

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



O IAV-IDV (Índice Antecedente de Vendas), estudo realizado todos os meses pelo IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo) com seus associados, revela que o mês de fevereiro teve crescimento real de 7,4% nas vendas em relação ao mesmo período do ano anterior. Os motivos para esta alta se ancoram no aumento de renda da população, na prorrogação do feriado de Carnaval para março e no aumento da temporada de liquidações.


Para março, a expectativa é que o volume de vendas aponte alta de 7,9% sobre mesmo mês do ano passado. Em abril e maio, o crescimento esperado é de 7,6% e 8,5%, respectivamente.


O segmento de bens duráveis, como móveis, eletrodomésticos e materiais de construção, sinaliza forte ritmo de crescimento, com taxas de dois dígitos em abril (14,5%) e maio (15,3%). Os bens não-duráveis, composto de super e hipermercados, farmácias, drogarias, perfumarias e alimentação fora do lar, aposta no aumento a partir de março, com crescimento de 6,8% em comparação com o mesmo mês de 2010.


O varejo de bens semiduráveis, como vestuário, calçados, livrarias e artigos esportivos, também prevê crescimento nos próximos meses, com taxa de 6,2% em março, 6,7% em abril e 8,7% em maio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima