Vendas do varejo crescem em julho

0
0
As vendas do varejo paulista cresceram 7,4% em julho, em relação ao mesmo mês do ano passado, atingindo R$ 42,4 bilhões, segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo, FecomercioSP. O resultado foi puxado pelas vendas das lojas de eletrodomésticos e eletrônicos (+66,8%) e de materiais de construção (+19,3%). A pesquisa da FecomercioSP é realizada com base em dados da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, Sefaz. 
 
Em comparação a junho deste ano, o faturamento subiu 6,4%. Com quatro altas seguidas, o resultado acumulado do ano subiu para 1,7%. Em julho, apenas duas das dez atividades pesquisadas tiveram redução de vendas em relação ao mesmo mês do ano passado: lojas de departamentos (-22,4%) e lojas de móveis e decoração (-2,8%). Em relação às regiões do Estado, 14 das 16 localidades pesquisadas tiveram melhora no volume de vendas, com os melhores resultados verificados em Guarulhos (+32,7%) e Sorocaba (+20%). 
 
Para a FecomercioSP, muito embora os resultados estejam abaixo daqueles registrados em anos anteriores, pode-se considerar como um alento ao comércio paulista diante de circunstâncias adversas que enfrenta desde o fim do ano passado. Crescer, ainda que pouco, em 2013 representa uma reversão das expectativas traçadas no início do ano, quando os prognósticos apontavam para o risco de uma queda nas vendas. Se os resultados se mantiverem, a previsão é de um crescimento para o setor entre 2% e 3% neste ano.  
 
Capital paulista
Na cidade de São Paulo, o comércio varejista registrou em julho crescimento de 6,6% em relação ao mesmo mês do ano passado. No acumulado do ano, o aumento de vendas na região foi idêntico ao apurado no Estado, de 1,7%. Das dez atividades analisadas na capital paulista, quatro apresentaram redução. Houve alta de 48,3% nas vendas de lojas de eletrodomésticos e eletrônicos e queda de 4,5% nas vendas das lojas de departamento.