Vendas no e-commerce crescem 8,1% em abril

0
2
As vendas online do varejo continuam com um robusto crescimento em abril, apesar das dificuldades do ambiente econômico. Uma prova está no e-commerce, que cresceu 8,1% no comparativo com o mesmo período do ano passado, bem acima do registrado pelo comércio varejista, graças às promoções realizadas no setor, segundo o SpendingPulse, relatório mensal sobre o varejo da MasterCard. O crescimento das vendas digitais de móveis e vestuário ficou acima do crescimento total do e-commerce, enquanto os setores de eletrônicos ficaram abaixo da média. “As vendas foram impactadas pela Páscoa, que foi antecipada este ano, fazendo com que uma parte das vendas acontecesse em março e reduzindo os números em abril”, explica Kamalesh Rao, diretor de pesquisas econômicas do MasterCard Advisors. “Além disso, o feriado de Tiradentes caiu no meio da semana, impulsionando as vendas dos dias anteriores à data”.
As vendas totais do varejo em abril (excluindo automóveis e materiais de construção) tiveram queda de 2,1% no comparativo com o mesmo período do ano passado. Esta redução do consumo durante o mês impactou o resultado dos últimos três meses (fevereiro, março e abril), chegando a -1,0%. No comparativo com o primeiro trimestre de 2015, a queda foi 0,9% (os meses janeiro, fevereiro e março registraram redução de 0,1% no consumo).
Cinco dos sete setores ficaram acima da média total de vendas: farmácia, artigos pessoais, materiais de construção, móveis e eletrônicos e vestuário. Supermercados e combustíveis ficaram abaixo da média.
O índice de confiança do consumidor registrou a primeira alta neste ano (+3.3%) em abril, mas ainda se mantém a níveis baixos. A fraca confiança dos consumidores, juntamente com o crescimento do desemprego e aos altos índices de inflação, aponta um ambiente hostil para as vendas no país. A incerteza no ambiente econômico poderá continuar a influenciar negativamente a performance do varejo nos próximos meses.