Waze, uma opção crescente para publicidade

0
0
Este ano, o setor automotivo foi marcado por mais uma crise na indústria. O mercado foi marcado por demissões em massa, férias dos profissionais, quedas constantes nas vendas, congelamento dos estoques. Porém, ao mesmo tempo em que essas estratégias foram pensadas, a fim de evitar maiores gastos, outras também foram investidas para fazer com que as marcas mantivessem seus bons relacionamentos e presenças com os clientes.  Uma opção que vem se tornando constante entre as montadoras é o investimento em ações em ferramentas de comunicação que incluem geo-localização, como o Waze.
“A atual crise da indústria fez com que as marcas olhem cada investimento em mídia com uma lupa na geração de receita. Cada vez mais concessionárias de veículos, empresas de vendas de acessórios e montadoras nos procuram para desenvolver estratégias que incluam o geo-marketing em busca de aumento de vendas” comenta Mariana Krym, VP de mobile da IMS Internet Media Services (IMS), empresa responsável pela comercialização exclusiva dos espaços dentro do GPS Social utilizado por mais de 50 milhões de pessoas no mundo. “É uma vantagem usar o Waze para se conectar com o usuário que está dentro do carro, dirigindo, em um momento em que nenhuma outra mídia esta competindo por sua atenção. Este é o momento perfeito para incorporar promoções e sugestões de serviços. É muito relevante e os resultados refletem isso.”
Sobre as conversões, Helena Bonesio, coordenadora de marketing da Caoa, comenta: “as navegações que o Waze gera são pura performance, porém mostram só uma parte dos resultados. Eu vejo o sucesso da campanha muito além, pois muitas vezes as pessoas não podem mudar a rota naquele momento, mas quando precisarem comprar um carro ja aprenderam que ali existe uma loja Hyundai Caoa. Ser criativo agora é ser relevante. Acredito e trabalho muito para alcançar esse objetivo”. Ela complementa ainda que “diferentemente de outros canais, o Waze me permite entregar a mensagem certa, para as pessoas certas e, mais importante, no lugar certo. Precisamos sim nos preocupar com a qualidade criativa de nossas campanhas, pois somos responsáveis pela imagem de nossas marcas, mas ser bonito sem ser eficiente não me ajuda a vender carros.”
Outro nicho que vem explorando o geo-marketing no Waze são os serviços automotivos, especialmente nesta época em que o consumidor está investindo mais no carro usado ao invés de adquirir um novo. “Este segmento dobrou em relação ao primeiro semestre do ano passado” comenta Mariana. Marcas como Nissan, Caoa Hyundai, Volkswagen, Renault, Honda, DPaschoal, Caçula de Pneus, entre outras, vêm utilizando o aplicativo para indicar novos lançamentos, sugerir test-drives, lembrar trocas de pneu, óleo e manutenção, além de indicar concessionárias e pontos de venda e, por que não, vender o sonho do próximo carro.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorA humanização da URA
Próximo artigoVarejo e Internet das Coisas