Outra pausa para o comercial: Além da Mágica



Vou interromper mais uma vez a sequência sobre programas de fidelidade. Desta vez, para anunciar um espetáculo absolutamente encantador e que está em cartaz aos sábados, 21 horas, e domingos, 20 horas, no Teatro Alfa (www.teatroalfa.com.br), que fica atrás do Hotel Transamérica, São Paulo. Chama-se Além da Mágica e é imperdível.


Texto, figurino e trilha sonora é do grupo Oculto do Aparente, um grupo de mágicos que, como o próprio nome do espetáculo diz, resolveu ir além da mágica, resolveu dialogar com outras áreas do conhecimento humano, buscando ampliar a percepção da realidade.

“Além da Mágica” é inspirado em antigas tradições. Da Cabala, por exemplo, tomou emprestada a idéia de que a Realidade se revela em diferentes camadas, indicando quatro níveis de percepção da Realidade: o Aparente do Aparente, o Oculto do Aparente, o Aparente do Oculto e o Oculto do Oculto. Algumas vezes a mágica ilustra o texto (Aparente do Aparente). Em outras, elucida um sentido lógico, oculto, do texto (Oculto do Aparente). Outras vezes, ainda, a mágica e o texto aludem a uma dimensão oculta que está além da lógica humana da qual, entretanto, podemos ter alguma intuição (Aparente do Oculto). E, por fim, o texto e a mágica apontam para “algo” que não pode ser tocado nem mesmo pela intuição e que, ainda assim, é fundamental para a experiência humana (Oculto do Oculto).

O Aparente do Aparente é a história de um homem que relembra o início de seu aprendizado no mundo da mágica, revivendo os encontros com seus velhos mestres e refazendo os primeiros números que aprendeu. Parte da narrativa é inspirada na vida de Shunryu Suzuki (1905 – 1971), monge zen japonês.

O Oculto do Aparente propõe um novo pensar, com a mágica criando condições para refletirmos sobre algo que nos precede e nos sustenta, o fato de que a Realidade não é algo nos dada pelos nossos antepassados, mas tomada emprestada dos nossos descendentes.

O Aparente do Oculto nos oferece uma lição: antes de sermos onda, somos água.

O Oculto do Oculto…

O ator em cena, Célio Amino, é mágico e físico. E um grande amigo, um querido amigo.


Se puderem, não deixem de assistir.