Flex é certificada com o Selo Verde 

Em um ano, a empresa deixou de emitir 476 toneladas de CO², um volume equivalente à filtragem de 3.400 árvores

0
231
Alberto Ferreira, CEO da Connvert
Alberto Ferreira, CEO da Connvert

A Flex, empresa do Grupo Connvert especializada em operações de televendas e de recuperação de crédito, em trabalho realizado em parceria com a Prime Energy – consultoria em energia com foco na otimização de resultados no mercado livre de energia – acaba de receber o Selo Verde. Certificação que é oferecida às empresas que promovem a melhoria da qualidade ambiental com ações que diminuem o impacto no meio ambiente.

No caso da Flex, o selo foi conquistado por sua contribuição para a redução de CO2 na atmosfera. No período de junho de 2020 a junho de 2021, as quatro unidades da Flex, localizadas em São Paulo (nos bairros de Dom Pedro, Vila Matilde, Atucuri e Moreira de Godói), deixaram de emitir, juntas, 476 toneladas de CO², um volume equivalente à filtragem de 3.400 árvores. A expectativa é de que, em cinco anos, tempo de vigência do contrato de energia de fontes renováveis, a empresa deixe de emitir 2.380 toneladas de CO², um volume equivalente à filtragem de 17.002 árvores.

“Para nós, esse reconhecimento é de extrema importância, mas também algo muito natural, tendo em vista aquilo que pensamos para o Grupo Connvert e suas unidades de negócio. Os temas ligados ao que hoje conhecemos como ESG sempre fizeram parte da nossa atuação. Mostramos isso com nossas várias ações direcionadas aos nossos colaboradores, a iniciativas sociais e, também, ao meio ambiente. Saber que estamos contribuindo para um futuro melhor, só reforça que estamos no caminho certo”, afirmou Alberto Ferreira, CEO do Grupo Connvert.

A metodologia para o cálculo de CO² segue a base de informações oriundas da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Ministério do Desenvolvimento e Enviromental Protection Agency (EPA).