Cartões de Crédito: Surge um novo tabuleiro no jogo do mercado brasileiro

0
16

O mercado de cartões de crédito, sem dúvida nenhuma, já vem experimentando há alguns anos um crescimento muito acima de qualquer outro produto paralelo no mercado financeiro brasileiro. Isso vem acontecendo porque o cartão, de fato, se alinhou ao estilo de vida das pessoas, atuando hoje como o instrumento de pagamento mais conveniente, mais prático e que agrega mais segurança se utilizado de forma correta, gerando um conjunto de benefícios que nenhum outro meio de pagamento pode gerar: possibilidade de acumular bônus, de acumular milhas, pontuação para se beneficiar com prêmios, descontos, incentivos. Enfim, têm-se permanentemente a possibilidade de se agregar valor através do próprio uso deste instrumento. Por este conjunto de razões e, especialmente, pelo fato muito simples de ser o cartão o meio mais interessante para o cliente do que qualquer outro, é que o cartão de crédito vem crescendo a taxas tão expressivas.
Posicionamento de mercado
Nossa filosofia de negócios é pautada na direção contrária da maioria das outras administradoras que estão procurando se posicionar como administradoras massificadas, que têm uma escala muito grande de clientes.
Nosso foco é em poder prover a oferta mais criativa, mais inovadora e pautada no melhor nível de serviço possível dentro da indústria brasileira. Todos os nossos projetos estão voltados para o mesmo objetivo: gerar para o cliente a oferta mais qualificada em cartões de crédito na indústria como um todo. É o que chamamos de liderança em produto.
Nosso objetivo é ser uma administradora que, de forma permanente, focaliza a inovação, a liderança, a criatividade, a qualidade do serviço que prestamos como algo absolutamente diferenciado. Temos a preocupação de qualificar todos os nossos fornecedores, parceiros, para que todos estejam alinhados com esta proposta de se ter um produto líder e inovador.
O Call Center Work como canal de relacionamento é um dos grandes sucessos de uma estratégia de relacionamento cujo objetivo é estabelecer um vínculo relevante entre o cliente e nós, administradora de cartões de crédito. Esse vínculo só é possível quando se vende o cartão de forma correta, desde que, no primeiro contato com aquele que será o futuro cliente, houver habilidade e competência de posicionar adequadamente o produto que está se oferecendo.
Nós não vendemos sonho, vendemos um produto real, um compromisso de uma qualidade de serviço e é fundamental que o agente de vendas, no caso, a Work Telemarketing – empresa que faz o processo efetivo de vendas – entenda e esteja aderente com esta estratégia e tenha clareza muito grande no processo de divulgação, de venda para o prospect para que se tenha fidelidade com a estratégia do banco e não exclusivamente o compromisso com a geração de uma nova venda.
O grande sucesso da nossa parceria hoje com a Work está estabelecido pelo mais profundo nível de entendimento e de compromisso que a Work tem com a estratégia que adotamos. Nós não estamos vendendo escala: estamos vendendo qualidade e a venda de qualidade tem de ser garantida desde o primeiro momento da relação com o prospect, alguém que ainda não conhece o cartão “The GM Card”. Tem de ser um contato encantador, mas acima de qualquer coisa, um contato extremamente honesto e fiel à nossa estratégia. Portanto, sem dúvida, o sucesso da gestão de um relacionamento no nosso portfólio de cartões nasce de uma venda transparente.
Marcos Almeida é Superintendente Executivo de cartões de crédito do BankBoston.