Ele muda, e você?

0
12
Ele chegou de mansinho. Primeiro foi firmando seus direitos. Depois passou a ter mais acesso às informações e passou a exigir mais qualidade. E, com as redes sociais, passou aos poucos a ganhar voz. Reclamando de uma coisa aqui, elogiando outra ali. Assim, ele foi se empoderando e, hoje, passou a figurar no centro das decisões das empresas. É dele mesmo que estou falando: o cliente. Se até pouco tempo ele era visto mais como um número e sua importância se restringia ao seu consumo, hoje sua opinião é fundamental nos negócios, bem como entender seu comportamento. No entanto, junto com essa mudança de cenário, o próprio perfil do consumidor mudou. Nesses últimos anos, adotou novos hábitos de consumo, seja naquilo que consome, como na forma com que adquire produtos e serviços e se relaciona com as empresas.
Uma prova disso é o estudo “Estilos de Vida 2019”, da Nielsen, que aponta para uma profunda transformação. A população do Brasil está mais negociadora (55% dos entrevistados vai direto à loja para efetuar a compra), mais conectada (64% tem um smartphone), mais saudável (57% reduziu o consumo de gordura e 56% diminuiu a ingestão de sal), mais prática (64% escolhe as marcas pelo baixo preço) e mais sustentável (42,4% está mudando os hábitos de consumo para reduzir o impacto no meio ambiente). Isso mostra que é necessário entender o consumidor além dos dados demográficos, combinando nível socioeconômico, gênero e idade com seu estilo de vida, hábitos e atitudes.
Dentro disso, Renato Meirelles, presidente da Locomotiva, ressalta a necessidade das empresas de olhar o País pela perspectiva do brasileiro, ressaltando a importância de pensar nas pessoas. “Hoje há uma dificuldade em lidar com o consumidor do novo Brasil, pois é preciso repensar as estratégias.” Segundo o executivo, o consumidor mudou e vai continuar mudando, cada vez mais rápido. Por isso, é preciso estar ciente que as velhas réguas não servem mais para compreender o cliente. “As empresas precisam se atualizar urgentemente sobre o que pensam do consumidor”, concluiu. Para auxiliar nossos leitores a entender quem é esse novo cliente, o portal ClienteSA separou artigos e inúmeras matérias com pesquisas e estudos que revelam essas mudanças. Confira:

Os novos perfis de consumo
Cas mudanças de hábitos, Nielsen traça cinco perfis diferentes de consumidores brasileiros
Comportamento do shopper difere em relação ao consumo dentro e fora do lar
Estudo aponta principais tendências impulsionadas por tecnologia e mudanças de comportamento
Maioria pretende manter cuidados com gestão do orçamento mesmo após retomada da economia
Maioria dos consumidores concorda que CX é fundamental para definir sua lealdade a uma marca
Impulsionados pela tecnologia, consumidores adotam novos comportamentos
Renato Meireles alerta que empresas precisam se atualizar sobre o consumidor do novo Brasil
Estudo Outdoor Social revela o potencial de compra das maiores comunidades brasileiras
Estudo indica que 48% dos jovens de 18 e 23 anos ainda valorizam a experiência de compra na loja
Hiperconectada, geração mudou maneira de consumir e prioriza gastos com casa própria e educação dos filhos
Pesquisa identifica o comportamento digital de pessoas com mais de 50 anos
Brasileiros utilizam sete canais diferentes para fazer suas compra, revela estudo da Kantar
Maioria dos shoppers brasileiros pretende experimentar produto na loja física, comprar on-line dentro ali mesmo e receber em casa
Seis em cada dez internautas adquiriram algo por aplicativo no último ano, principalmente pela facilidade de acesso
Pesquisa indica que oito em cada dez brasileiros estão dispostos a adotar mais práticas de consumo compartilhado
Cinco tendências comportamentais do consumidor brasileiro