O canal para quem respira cliente.

Janeiro registra alta na inadimplência

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

O volume de cheques devolvidos no Brasil em janeiro apresentou queda de 1,5% em relação ao registrado no mesmo período do ano passado (2,70%), revela estudo da Telecheque, empresa de verificação e garantia de cheques. Segundo o primeiro levantamento de 2005, do total de transações com cheques, 2,66% não foram honradas. Em contrapartida, a análise desse indicador frente ao do mês anterior (1,68%) mostrou inadimplência 58,4% superior.

O vice-presidente da Telecheque, José Antônio Praxedes Neto, explica que o aumento da inadimplência de dezembro de 2004 para janeiro deste ano é comum em função do início das compensações de cheques emitidos nas compras de fim de ano. “É um movimento sazonal do varejo, em que historicamente constatamos crescimento da inadimplência no primeiro trimestre do ano, quando é debitada a grande massa de pré-datados transacionados nas compras de Natal”, afirma Praxedes. “Nesta época muitos consumidores brasileiros acabam assumindo dívidas sem planejamento, sem computar as despesas fixas que estão por vir no início do ano, como IPVA, IPTU, material escolar para os filhos, mensalidade do colégio, entre outras, e o resultado é a falta de recursos para honrar todas essas contas e seus nomes nos cadastros de restrição de crédito”, explica.

Segundo o executivo, a inadimplência no primeiro trimestre deste ano deve ficar em torno de 2,90% e crescer 29,46% em relação ao trimestre anterior (2,24%). Já no comparativo com o primeiro trimestre do ano passado (2,99%) é esperada queda de 3,10%. Ainda de acordo com a pesquisa, do total de transações com cheques em janeiro 65,6% foram pré-datadas e 34,4% foram para pagamento à vista. O índice de cheques roubados foi de 0,70%, maior 42,7% em relação ao do mês anterior e menor 10,5% comparado ao de janeiro de 2004.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima