Novas formas para aprender

0
2



A Claro anunciou o lançamento do Instituto Claro, que tem como missão fomentar e apoiar iniciativas que potencializem o uso das novas tecnologias de informação e comunicação. O objetivo é desenvolver oportunidades inovadoras, que façam do aprendizado e da construção do conhecimento uma experiência interessante e lúdica.

 

Ao eleger a causa da educação, o instituto incentiva e apoia a revisão, a discussão e a inovação dos processos de ensino e de aprendizagem, compatíveis com a realidade e demandas atuais da sociedade. Carlos Seabra, da Ipso; o jornalista Gilberto Dimenstein; Gilson Schwartz, da Cidade do Conhecimento – USP; e Roseli de Deus, da Poli-USP e Estação Ciência, foram nomeados para compor o Conselho do Instituto.

 

“Queremos oferecer um espaço para que as pessoas trabalhem juntas – todas as correntes da academia, professores e alunos – e contribuam para a construção coletiva de um novo paradigma de educação. É um caminho sem mapa prévio, consolidado a partir da própria descoberta”, afirma Antonio Britto Filho, presidente do Instituto Claro e diretor de Assuntos Corporativos da empresa.

 

A iniciativa central é o Portal Integrado, que contará com informações institucionais, além do Observatório e do Laboratório. Uma das finalidades do Portal é divulgar e reconhecer estudos, pesquisas acadêmicas e ações que discutam o impacto das novas tecnologias na aprendizagem, além de disponibilizar jogos e outros recursos para que as pessoas possam, de fato, experimentar formas lúdicas e interativas de aprender.

 

“Por meio do portal queremos mapear as iniciativas brasileiras, trazer referências internacionais e contribuir para a discussão de um tema que, por enquanto, tem protagonistas isolados, mas que pode crescer e influenciar a maneira de aprender das novas gerações”, diz Carime Kanbour, vice-presidente do Instituto e gerente de Responsabilidade Corporativa da Claro.