O canal para quem respira cliente.

Consumidores mais confiantes?

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
A quantidade de pessoas que buscou crédito cresceu 8,5% em julho na relação com o mês imediatamente anterior, segundo o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito. Já na comparação com o mesmo mês do ano passado (julho/14), houve alta de 7,0%. No acumulado do ano, a procura do consumidor por crédito cresceu 5,1% (janeiro a julho de 2015 x janeiro a julho de 2014).
Segundo os economistas da Serasa Experian, o movimento da procura por crédito em julho/15 foi influenciado pela maior quantidade de dias úteis (23 contra 21 de junho/15). Fazendo o ajuste por dias úteis, a demanda do consumidor por crédito teria recuado 0,9% em julho/15 perante junho/15, refletindo as dificuldades de cenário econômico atual. Da mesma forma, a Copa do Mundo do Brasil, que se encerrou no dia 13 de julho do ano passado, enfraqueceu a base de comparação da demanda por crédito na relação julho/15 vs. julho/14.
A demanda do consumidor por crédito cresceu em todas as faixas de rendas mensais dos consumidores em julho/15, sendo um pouco mais intensas nas camadas de rendas mais baixas: alta de 8,5% para quem recebe até R$ 500 por mês e de 9,0% para os que ganham entre R$ 500 e R$ 1.000 mensais. Para os consumidores com rendimentos entre R$ 1.000 e R$ 2.000 mensais, a alta foi de 8,3% e para os que recebem entre R$ 2.000 e R$ 5.000 por mês o avanço foi de 8,0% em julho/15. Já os consumidores que recebem entre R$ 5.000 e R$ 10.000 por mês, a demanda por crédito cresceu 7,8% em julho/15 e para o que ganham mais de R$ 10.000 mensais, a alta foi de 8,1%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Consumidores mais confiantes

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



O índice de intenção de compra para o terceiro trimestre de 2009 revela uma melhora das expectativas de consumo em relação ao trimestre anterior. É o que aponta a “Pesquisa Trimestral de Intenção de Compra no Varejo”, realizada pelo Provar – Programa de Administração do Varejo e o LABFIN, da Fundação Instituto de Administração, em parceria com a Felisoni Consultores Associados. O estudo confirma que há nitidamente uma tendência à melhora da confiança dos indivíduos em adquirir novos produtos quando se compara os trimestres. Esse percentual sobe de 72,4% para 74,2%.

 

Essa tendência se acentua observando a série dos últimos quatro trimestres. Observa-se uma melhora muito evidente comparando-se o terceiro trimestre de 2008 com o terceiro trimestre de 2009. O índice de pessoas que declararam ter intenção de compra subiu de 61,8% para 74,2%. Esses números sugerem, de acordo com o professor Nuno Fouto, um dos coordenadores do estudo, que “o consumidor deverá continuar sendo sensível ao ambiente de ofertas, promoções e desoneração fiscal que vem sendo amplamente comunicado”.

 

Os produtos de Informática continuam liderando as intenções de compra. Do total de 500 consumidores entrevistados na cidade de São Paulo de 16 a 26 de junho, 14,2% manifestaram interesse em adquirir no período de julho a setembro itens relacionados a essa categoria. Outras cestas de produtos com maior percentual de declaração de interesse são: Linha Branca, Cine e Foto, e móveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima