Intel quer Brasil com banda larga pré-paga

Matéria publicada no Adnews. Vale a pena ler inteira. Como fala da Intel, é interessante ler também outra matéria do portal, Primeiro processador do mundo completa 40 anos, que relembra o surgimento do Intel 4004, em 15 de novembro de 1971 (10 anos antes do PC!)

A Intel trabalha para trazer ao Brasil um modelo de contrato pré-pago
de banda larga. A companhia pretende unir venda de PC, modem 3G e plano
de internet (no mesmo formato oferecido pelas operadoras atualmente).

Apesar de não dar muitos detalhes, o diretor de expansão de mercado da
Intel, Fábio Tagnin, disse, em entrevista ao Teletime repercutida pela Exame.com, que a negociação envolve fabricantes de computadores, operadoras e varejistas.

Todo o negócio, de acordo com o Teletime, visa alcançar a previsão da
empresa de triplicar o faturamento no mercado brasileiro até 2015. E a
ideia é anunciar pelo menos o primeiro plano ainda em dezembro deste
ano.

A expectativa é reduzir o custo médio dos pacotes de banda larga para
US$ 10 mensais, visando um incremento de 56 milhões de brasileiros ao
patamar dos que podem pagar pelo serviço. Atualmente, segundo com a
Intel, esse valor gira em torno dos US$ 28.

Um dos entraves encontrados é o fato de que as operadoras não
encontraram um modelo ideal para remuneração dos custos dos modems 3G
nos modelos pré-pagos – o que poderia ser resolvido com o parcelamento
do aparelho junto ao valor do computador, ainda no Varejo.

O mesmo tipo de serviço já foi implantado pela Intel em outros países,
como Sri Lanka, Índia, Quênia, Vietnã e Indonésia. No primeiro, onde foi
lançado no primeiro trimestre de 2010, a quantidade de pessoas que
podiam pagar pela banda larga subiu de 15% para 70%.