A diferença entre postura de líder e chefe

0
1
Na empresa, chefe e líder podem significar a mesma posição hierárquica, mas na prática assumem papéis bem diferentes no desenvolvimento das equipes. No cotidiano do ambiente corporativo, algumas atitudes deixam claras as distinções entre eles, como por exemplo, quando um colaborador tem receio de expor uma ideia ou quando não há possibilidades de negociação de prazos com seu supervisor. Os dois casos citados acima se referem a uma postura de chefe. Sua figura está ligada ao autoritarismo. Em seus cursos, a sócia-diretora da F&M Consultores, Fátima Motta, escuta histórias desses “chefes” que pedem sugestões aos colaboradores, mas as repelem sem qualquer motivo aparente. “Esta é uma atitude que aponta para uma falsa sensação de abertura no grupo e mostra a dificuldade de argumentação deste profissional. Outro ponto é que dificilmente o funcionário se sentirá confortável para fazer uma nova contribuição”, afirma.
Em sentido oposto, uma postura de líder estimula a sua equipe, inova, sabe ouvir e, principalmente, gera respeito e admiração pelas suas atitudes e por aquilo que ele representa dentro do setor e da organização. No ambiente corporativo, o líder certamente conduzirá a resultados mais eficazes, pois ele está aberto a contribuições, quer somar e ensinar. “Mesmo que seja um exemplo simples, ele pode ilustrar a atitude de um líder: se o objetivo é mudar uma mesa de lugar, o líder é o primeiro a arregaçar as mangas”, diz Fátima Motta.
Esta presença e proatividade faz com que o líder tenha um contato mais próximo com os colaboradores, identifique as qualidades e necessidades deles para delegar funções e responsabilidades e envolve a participação de todos. Ao final, tem-se um local de trabalho com mais sinergia. “É neste momento que temos a construção de um time”, garante a profissional de coaching. “A existência de um time só é possível quando há confiança mútua, colaboração entre os membros e consequentemente uma busca conjunta por melhores resultados”, complementa Fátima.