A oportunidade na descentralização

0
1
Muito mais do que uma tendência isolada, a abertura de operações fora dos grandes centros é a demonstração da melhoria das condições econômicas do país que provocaram um crescimento das regiões mais afastadas. Na avaliação de Marco Antonio Theodoro, diretor executivo da CSU Contact, esse movimento de crescimento econômico regional gerou a concentração dos fatores que beneficiam a instalação de operações, como presença de clientes contratantes desse serviço, oferta de estrutura tecnológica, oferta de mão de obra qualificada, benefícios fiscais e qualidade de vida. “Não vejo a descentralização como uma tendência óbvia. O mercado está sempre em busca das melhores oportunidades e se elas aparecem em regiões descoladas dos grandes centros são aproveitadas”, destaca.
A CSU Contact encontrou essa oportunidade em Recife (PE) e Barueri (SP). “Em Recife, por exemplo, nosso site existe há 10 anos, portanto não é fruto de uma tendência estratégica surgida  recentemente. Já em Barueri, a companhia se empenhou em desenvolver o maior centro de atendimento da América Latina, inspirado nas práticas utilizadas pelas maiores empresas do setor nos Estados Unidos”, afirma Theodoro. No caso de Recife, o executivo conta que, além da oferta das condições citadas, a CSU Contact também teve a intenção de estar próxima dos clientes regionais. E no caso de Barueri, houve um grande entrelaçamento de fatores. “O privilégio de estar dentro da Grande São Paulo e ao mesmo tempo num município com um dos maiores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do país. E a questão do transporte dos colaboradores é um capítulo à parte, pois temos uma estação ferroviária do outro lado do nosso portão de entrada. Consideramos que nestas condições temos tudo o que é necessário para um desenvolvimento saudável em todos os sentidos”, reflete.
Ele comenta que em Recife a operação completou 10 anos com números expressivos e cada vez melhores a cada ano. E, em Barueri, a meta é chegar esse ano à utilização completa da capacidade do site. Os resultados mostram que a experiência tem sido coberta de sucesso, de acordo com o diretor. “Além dos resultados positivos do ponto de vista dos negócios, temos grande orgulho de participar como colaborador ativo do desenvolvimento destas cidades. Desempenhamos um papel importante na formação de mão de obra e na abertura de oportunidades para uma grande quantidade de jovens se desenvolverem profissionalmente”, completa.
OPERAÇÃO FORA DOS GRANDES CENTROS
VANTAGENS
“Se uma região ou cidade oferece estrutura tecnológica, mão de obra qualificada, benefícios fiscais e tudo o que é necessário para o desenvolvimento sustentável da atividade, você consegue ter tudo o que teria num grande centro e agrega a qualidade de vida que às vezes deixa a desejar num grande centro por causa de fatores como a grande concentração de pessoas, trânsito, poluição,  segurança etc.”
DIFICULDADES
“As principais dificuldades aparecem quando a decisão de ir para regiões afastadas dos grandes recai sobre locais sem as condições citadas na resposta anterior. Neste caso, a empresa precisa desbravar a cidade. Criar a estrutura tecnológica, formar a mão de obra, desenvolver modelos de recrutamento e outros movimentos que exigem muito esforço e investimento.”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFoco em transparência
Próximo artigoEles fizeram bonito!