O canal para quem respira cliente.

A pessoa certa para a posição certa

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



É fato que a indústria de contact center oferece um número alto de oportunidades que se tornam o primeiro emprego de muitos jovens. E quais as contribuições desse público para o relacionamento com o consumidor? “O jovem trabalha com bastante energia e tem facilidade para lidar com a comunicação. Ele vê no contact center uma oportunidade para aprender e crescer”, responde Cezar Tegon, diretor de novos projetos da ABRH-Nacional, Associação Brasileira de Recursos Humanos.

 

Se de um lado, o jovem, sem experiência, precisa aprender e se dedicar. Por outro lado, a empresa precisa mostrar qual a importância dele quando está, por exemplo, falando com o consumidor, como avalia Tegon. “O jovem precisa olhar a oportunidade como efetiva. E as empresas precisam mostrar que há perspectivas de futuro”, salienta. “As empresas precisam ter carinho ao contratar as pessoas, que precisam entender qual é o papel delas nas organizações. Isso, com certeza, melhoraria a motivação, a produtividade e diminuiria o turn over”, complementa.

 

O turn over da área é de 10%, de acordo com o executivo, o que significa que uma companhia com 10 mil funcionários troca a empresa inteira durante um ano. “O mercado consome tanta gente e de forma muito rápida”, explica. Por isso é importante é encontrar “a pessoa certa para a posição certa”, resume.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima