Alkes comemora crescimento do e-commerce

0
2



A Alkes Contact, empresa especializada em atendimento via Internet, vê com bons olhos o crescimento do e-commerce no Brasil e o conseqüente aumento de pequenos e médios lojistas virtuais. “O tipo de serviço que prestamos vem de encontro com uma realidade que está em constante crescimento, que é a do lojista virtual”, destaca Thiago Leomil, responsável pelo marketing e um dos sócios da empresa. De acordo com uma pesquisa do e-bit, o crescimento do comércio eletrônico brasileiro, no período de janeiro a junho de 2007 foi de 49% em relação ao primeiro semestre de 2006, atingindo nestes primeiros seis meses do ano o montante de R$ 2,6 bilhões.

 

Com o crescimento do setor, surge também a necessidade de uma estrutura de atendimento. “É aí que a maioria dos pequenos lojistas peca, pois na maioria das vezes optam por não colocar um atendimento virtual ou implantam uma solução caseira usando a mesma equipe que desenvolve diversas outras atividades”, afirma Leomil. “E uma loja pequena precisa atender tão bem quanto uma grande. Apesar de não possuir uma demanda expressiva, existe a necessidade de causar boa impressão, fidelizar este cliente e fortalecer a marca”, completa.

 

Prova disso são MB Flores e Cabeleza, que contrataram o serviço da Alkes para melhorar a qualidade do atendimento. “A parceria com a Alkes tem sido muito vantajosa para nós. Não terceirizar o atendimento no ramo das flores era um paradigma que a Alkes nos ajudou a quebrar. E hoje, graças a um serviço de qualidade que se ajusta às nossas necessidades e a um custo muito viável, podemos dizer que nosso atendimento on-line é mais um dos nossos diferenciais”, destaca Marcos Brancher, sócio diretor da MB Flores.

 

Para a loja virtual Cabeleza este novo tipo de serviço também tem contribuído consideravelmente. “O serviço da Alkes tem nos ajudado a ampliar o nosso horário de atendimento, tanto nos dias de semana quanto aos sábados e domingos. Além disso, a ferramenta possibilita aumentar o atendimento aos clientes sem grandes investimentos em infra-estrutura e treinamento. Acreditamos que o valor por atendimento tem excelente custo-benefício para nossa empresa” ressalta Rodrigo Nakagaki, sócio diretor da Cabeleza.