Altitude se prepara para o quinto Asluc

0
0



Considerado o mais importante evento voltado a clientes e parceiros da empresa na América Latina, o Asluc 2011 (Altitude Software Latin Users Conference 2011) vai reunir mais de 150 pessoas para trocar experiências e gerar conhecimento em clima de descontração, entre os dias 6 e 9 de abril, na cidade argentina de Puerto Iguazú, localizada na tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai. O evento terá cobertura on-line do site Callcenter.inf.br.
 
 A quinta edição do evento abordará grandes projetos e operações de atendimento ao cliente, telemarketing, recuperação de crédito e cobrança, entre outras. O seleto grupo irá compartilhar os desafios enfrentados no mercado e estratégias bem-sucedidas. Além disso, terão a oportunidade de relacionamento e geração de negócios.
 
Novidade no evento será o lançamento de duas novas soluções: o Hosted Contact Center e o Voice Portal com Reconhecimento de Fala Natural. O Hosted Contact Center é um serviço inovador da Altitude Software que permite a locação de infra-estrutura como serviço, ou seja, as empresas que adotarem as soluções da empresa para seu contact center poderão contar com a gestão de toda a infra-estrutura de TI necessária à operação realizada pela Altitude Software e sua rede de parceiros. “Trata-se de uma solução unificada que elimina os investimentos com infra-estrutura, garante alta disponibilidade e redundância a operações críticas”, explica Elaine Ferreira, presidente para América Latina da Altitude.
 
Já o Voice Portal com Reconhecimento de Fala Natural revoluciona a interação do consumidor com sistemas de reconhecimento e síntese de voz. A aplicação adiciona a capacidade de identificação de locuções verbais, informações contextuais, hesitações e mudanças no tom de voz do cliente tornando o diálogo muito mais próximo daquele realizado por um agente humano. “Até hoje os sistemas de reconhecimento automático e síntese de voz eram limitados palavras chave, a nova solução cria um agente virtual capaz de simular um diálogo com fala natural”, aponta Elaine.