Call center avança no setor público

0
1

A central de atendimento ao consumidor deixou de ser privilégio das empresas privadas. Os serviços públicos utilizam cada vez mais o telemarketing para consolidar a comunicação com os cidadãos, em centrais próprias ou terceirizadas.
Para o presidente da Associação Brasileira de Telemarketing, Topázio Silveira Neto, a tendência é de que os órgãos públicos terceirizem suas centrais de atendimento, o que reduz o custo e aumenta a produtividade. “O setor público deve ser um dos principais nichos de crescimento do teleserviço no ano que vem”, aposta Topázio.
Um exemplo é o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) de Uberlândia (MG) seguiu o caminho da terceirização. Contratou a ACS, empresa especializada em call center, para atender os consumidores. São quase 30 atendentes para atender, em média, 15 mil chamadas por mês, entre solicitações, verificações de serviço e reclamações. “A terceirização foi a maneira encontrada para responder a demanda em menos tempo. Conseguimos atender 90% das ligações em, no máximo, 30 segundos”, explica Sebastião Braidi Ribeiro, o responsável no DMAE pelo contrato com a ACS. “Ganhamos mais credibilidade e o controle total do contato com os cidadãos”, afirma.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEDS anuncia ampliação
Próximo artigoAs mais lembradas pelo RH