O canal para quem respira cliente.

Call centers empregam 1,2 milhão no País

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



Mais de 1,2 milhão de pessoas trabalham nas empresas de call center do país, de acordo com a ABT (Associação Brasileira de Telesserviços). O número foi anunciado pelo presidente da entidade, Jarbas Nogueira, confirmando a boa fase do setor. “A atividade está em pleno desenvolvimento e temos registrado um crescimento médio de 10% ao ano. Em 2010 não foi diferente e a expectativa para 2011 se mantém”, diz. Ou seja, para o próximo ano, cerca de 120 mil novos empregos devem ser gerados pelas empresas de teleatendimento.
 
Boa parte da mão-de-obra é formada por pessoas de 18 a 24 anos, muitas em sua primeira experiência profissional. Por isso, o call center é considerado a principal porta de entrada de jovens para o mercado de trabalho. “As empresas treinam e capacitam esses jovens, que geralmente começam como teleatendentes. Muitos acabam seguindo carreira, passando a cargos de supervisão e/ou coordenação de teleatendimento. E também há casos de profissionais que seguem para outras áreas dentro das empresas, como a de TI ou de marketing, por exemplo”, conta o presidente.
 
O setor também tem crescido em faturamento. Este ano, deve ultrapassar a marca de R$ 6,5 bilhões. Para 2011, o setor espera superar o valor de R$ 7 bilhões. “O consumo não para de crescer no país. Isso, naturalmente, faz com que aumente também o número de clientes que procuram e precisam das empresas que oferecem o serviço de atendimento ao consumidor. A demanda cresce e as empresas precisam se ajustar a isso.” Além das contratações, ele diz que as empresas também investem constantemente em capacitação e novas tecnologias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima