Coisa de mãe!

0
3
As mulheres que são mães encontraram no setor de contact center o trabalho ideal. Mas, se por um lado ganham com as vantagens que o setor traz para elas, por outro as empresas também têm muito a ganhar com esse público. Por suas características, as mães conseguem trazer para a operação muito de si e de suas necessidades, fazendo com que se tornem uma boa opção de contratação. “É extremamente interessante ter mães no quadro de funcionários, por tudo que elas podem oferecer. E não é pouca coisa”, destaca a diretora de operações da Ação Contact Center, Jussara Borges, que está na empresa há 18 anos e é mãe de um menino de quatro anos.
Ela destaca o fato das mães conseguirem transferir um pouco do trato que possuem com os filhos para o contato com os clientes. “O nosso negócio trata basicamente de relacionamento. Quando falamos de mulheres que são mães, sabemos que elas desenvolvem algumas características que a própria maternidade lhes conferem e que é justamente um trato mais aprimorado e uma maturidade para conduzir os relacionamentos.” Além disso, Jussara cita ainda que, com os exemplos que possui hoje de mães que trabalham na operação da empresa, elas são pessoas extremamente dedicadas, aguerridas e comprometidas, “até porque muitas são o arrimo da família”. Tanto que possuem uma taxa de absenteísmo menor.
Do outro lado, o setor é visto como vantajoso também por diversos pontos, entre eles, a jornada de trabalho reduzida. A mãe, trabalhando uma média de seis horas e 20 minutos por dia, tem mais tempo para acompanhar e dedicar atenção aos filhos. “Trabalhar no setor facilita minha vida, porque me sobra metade do dia para cuidar do meu filho. Nessa fase que ele está é complicado ficar longe, sem acompanhar o que está acontecendo”, justifica Mary Martins Lima, negociadora da Ação Contact Center e mãe de um adolescente de 16 anos. Ela conta, inclusive, que esses foi um dos motivos por ter optado pelo setor. “Eu precisava de um serviço que me desse essa flexibilidade do horário. Precisava trabalhar, mas não queria abrir mão de ser mãe.” Para Mary, é importante ir atrás do lado profissional, mas não se pode esquecer que o maior valor é aquele que está dentro de casa, os filhos. “Trabalhar sim, ganhar dinheiro sim, mas sem perder a relação com os filhos”, afirma.
HOMENAGEM
Como forma de homenagear esse público, a Ação Contact Center preparou algumas ações especiais. “Vamos ter na operação várias mensagens de reconhecimento para as mães que trabalham conosco, homenageando essas mulheres que são guerreiras”, revela Jussara. Além disso, a empresa irá repetir uma ação feita no ano passado e que teve grande sucesso. “Elegemos os colaboradores destaques de todas as gerências, não só da área operacional, mas de toda a empresa, para que possam trazer suas mães. Elas serão homenageadas por meio de mensagens feitas por seus filhos, receberão presentes, participarão de um café da manhã e farão um tour pela empresa”, completa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrioridades trocadas
Próximo artigoIniciativa que o cliente valoriza