Como se planejar para atingir metas

0
0



Normalmente, o objetivo de todos é realizar os seus sonhos, porém, quando falamos de metas e objetivos parece, para alguns, que estamos abordando algo impossível.

  
Quando cito a frase de Paulo Coelho (acima) durante os cursos que ministro, é comum os participantes dizerem que os sonhos caros são sobre coisas que consideram impossível para suas realidades, como ser bilionário; casar com alguém de quem é fã; ter casa própria, entre outros, mas aqui esta frase não tem esta interpretação.

 
Realmente existem sonhos “caros”, porém são aqueles que tentamos realizar pelos outros, seja nossa família, cônjuges, amigos, filhos, sobrinhos, empresa, mercado e, assim por diante. Isso tudo porque não estamos fazendo por nós e sim para cumprir uma exigência para continuar pertencendo ou para ter reconhecimento.

 
Vamos pensar em algo que seja um sonho caro, pense em algo que você não tem o menor interesse ou vontade de fazer, mas pelo qual sempre é cobrado. Por exemplo: fazer uma dieta que você não tem a menor determinação ou vontade; falar outro idioma; mudar seu estilo de cabelo ou roupa; enfim fazer algo que você até gostaria mas, não sente vontade. Isso sim é um sonho caro. Pois ao tentar realizar algo que não o motiva, você até faz porém, com um sacrifício interno muito forte. Normalmente o resultado, na maioria dos casos é mediano.


Já, os sonhos baratos são aqueles que nos envolvem, que nos motivam, nos despertam, nos dão energia, que fazem os nossos olhos brilharem, são aqueles pelo qual tudo vale a pena: o cansaço, a irritação, a falta de dinheiro, o sacrifício. Para esses sonhos temos tempo, disposição e disponibilidade interna, e  movimentamos o mundo. Temos diversos exemplos destes tipos de sonhos, normalmente são conhecidos pelas pessoas que se superam. Pois a superação é possível devido a essa não percepção de que aquilo seja impossível. Temos musicas que falam sobre isso, filmes e peças de teatro.


Normalmente, as pessoas acham que sonho e meta são coisas totalmente opostas, mas na verdade elas são complementares. A diferença é que sem o sonho não teríamos uma meta. E a meta é o sonho com data para acontecer e o sonho não tem data para sua realização. Lógico que não é somente determinar uma data e esperar, mas neste momento entra o planejamento e a elaboração dos passos para transformar este sonho em meta e de meta em realização, economizando tempo, dinheiro, lágrimas e diminuindo a desmotivação.


Pesquisas realizadas com profissionais que utilizaram o processo de coaching em suas carreiras demonstram que eles conseguiram atingir seus objetivos em até 40% a mais do que os que não utilizaram este processo.


Observamos esse efeito também em atletas que sabiam claramente o tempo/duração e objetivo dos treinos, conseguiam realizá-los e ainda se superar, em contrapartida, pessoas que simplesmente se exercitavam sem um objetivo definido, acabavam por desistir ou, muitas vezes, não cumpriam o treino por cansaço, desânimo e falta de energia. O ideal é desenvolver um planejamento que englobe o longo prazo (sonho), médio prazo e curto prazo (objetivos / metas) e, para isso, é interessante reservar um período. Sabendo disso você pode avaliar sua carreira ou objetivos pessoais e rever os seus sonhos. A grande pergunta é: o que você realmente deseja para sua vida?


A partir desta resposta você pode começar a iniciar o seu planejamento para a realização dos seus sonhos.


Coloque seus objetivos e os passos que você poderá dar a partir de agora. Nesse momento, você já realizou mais de 60% do seu planejamento.


Dicas para realizar o seu planejamento:
Reserve um período para realizar o seu planejamento.
Questione se os objetivos são realmente seus ou de outros.
Tenha um caderno ou pasta no micro somente para o seu planejamento.
Verifique como você pode sabotar seus objetivos e crie alternativas.
Faça acompanhamentos mensais e semanais.


Seja flexível, se necessário reavalie os objetivos durante o processo. Se necessário busque um(a) amigo (a) para dar suporte e te ajudar nas avaliações mensais ou então busque um coach que fará isso de forma profissional. Se não conseguir fazer o planejamento sozinho, busque a ajuda de um profissional.


Celebre cada sucesso. Boa sorte!

Regina Silva é especialista em coaching de vida e psicóloga clínica há 20 anos.