Como valorizar a imagem profissional

0
1
Autor: Edilson Menezes
Você deve conhecer, tenho certeza, alguém que fica meses amargando o desemprego. Talvez conheça também uma ou mais pessoas que reclamam o fato de nunca conseguirem um bom emprego. Não se deve ensinar o caminho do despenhadeiro profissional, mas seria uma irresponsabilidade minha ocultar as razões pelas quais temos uma multidão reclamando pelos quatro cantos do país. A seguir, vou mencionar cinco estratégias de impacto fortalecedor para sua imagem profissional e ao término, você verá como são perfeitamente factíveis para o prazo de um ano.
1. Silencie a terrível mania de criticar tudo – Mauricio de Sousa criou o personagem “Do Contra” inspirado no próprio filho, que tinha a mania de contrariar. Quem cultiva o hábito de criticar cada ideia, cada comportamento, se fecha profissionalmente. Quando criticar, deixe de lado o ego, construa e não destrua. A maior parte das pessoas que ganham mal não recebem promoção ou encontram trabalhos mais promissores porque investem tanto tempo criticando, que não sobra tempo para criar.
2. Aprenda com o inimigo – Sempre haverá alguém que você não gosta na empresa ou projeto, mas até estas pessoas têm algo para ensinar. Ocorre que ficamos cegos para as qualidades de quem não gostamos e só conseguimos enxergar defeitos. A energia investida para não gostar de alguém é a mesma que se investe para gostar, mas a vida profissional que se atrasa é a de quem decide arbitrariamente não apreciar seu semelhante.  O inimigo prospera mesmo não sendo admirado por todos, enquanto quem forma inimigos retarda o próprio crescimento, mesmo sendo o queridinho da galera.
3. Desafie o perigo, mas não zombe dele – Não há nenhum problema em encarar riscos para crescer na carreira. Já um abacaxi nítido é bancar o arrojado em momentos onde a frenagem deve ser usada. Exemplo: quando tudo e todos indicam que liderar é preocupar-se verdadeiramente com as pessoas lideradas, você vai mesmo arriscar e tratar a equipe com crueldade, em busca de um resultado supostamente brilhante? Se o fizer, assumirá o perigo iminente de perder o emprego e a admiração das pessoas. Vale o risco?
4. Cuide bem de sua imagem digital – Empresários ou profissionais de seleção e recrutamento usam as redes sociais para avaliar o perfil psicossocial dos candidatos. Eles o fazem porque as palavras, durante as entrevistas, podem ou não ser verdadeiras, mas nada reflete maior realidade que a exposição digital. Ali, sob alegação de “ter o direito de postar o que quiserem”, as pessoas mostram seu lado intolerante, ofensivo, ansioso e ególatra. Muita gente não tem sequer a chance de provar o contrário, porque são inúmeras as empresas que pesquisam o perfil na rede social antes mesmo de chamar a pessoa para uma entrevista.
5. Domine como poucos a arte da comunicação –  Em minhas palestras, é comum as pessoas perguntarem como podem ter uma oratória rica. A resposta é muito simples, mas não pode ser encontrada nos cursos do gênero. Mesmo que participe de um curso com o melhor especialista em comunicação do mercado, sem o hábito de ler frequentemente, duas deficiências estarão sempre presentes em sua imagem: comunicação e redação. Somente fala bem quem lê muito e a regra é a mesma para a arte de construir textos brilhantes. Quando alguém disser que o nervosismo lhe dominou durante uma entrevista ou foi infeliz no teste de redação, pergunte se esta pessoa tem o hábito de ler. Invariavelmente, ouvirá uma resposta negativa.
Ajuste estas cinco questões em sua vida. Anote a data de hoje e dentro de um ano, compare os resultados alcançados. Você verá que a sua imagem profissional se fortaleceu, novas e interessantes amizades surgiram, oportunidades brotaram e seus rendimentos aumentaram.
Mas a escolha, como sempre, é apenas sua!
Edilson Menezes é treinador comportamental e consultor literário. Atua nas áreas de vendas, motivação, liderança e coesão de equipes.