Contax: maior crescimento com retenção e cobrança

0
4

A Contax dispõe atualmente de sete mil posições de atendimento e 15 mil funcionários. Em 2001, o faturamento da empresa foi de R$ 146 milhões. A expectativa para esse ano é crescer entre 25% e 30% mais que o período anterior. A companhia abriu novos sites nas cidades de São Paulo, Nova Lima e Brasília, que atendem empresas como Brasil Cap, Viação 1001, Light, Correios, BBTur, IG, Comissão de Serviços Públicos de São Paulo, Conectel e o conglomerado Unibanco.

A operadora oferece soluções customizadas e completas de atendimento a clientes corporativos nas centrais de atendimento, nas modalidades humano ou eletrônico. O atendimento compreende telemarketing ativo e receptivo, soluções de help desk, centrais de cobrança, retenção e internet call center. Em 2002 foram investidos R$ 60 milhões na empresa, sendo R$ 50 milhões em tecnologia e infra-estrutura e R$ 10 milhões em treinamento e capacitação.

Para o presidente James Meaney, a tendência para 2003 é o crescimento da terceirização. “As vantagens da terceirização para o cliente são o aumento da qualidade do atendimento, gestão de mão-de-obra e conhecimento de operação de contact center. Assim como a vantagem com custos e o maior tempo para as empresas se focarem em seu core business”, diz o presidente.

Segundo o executivo, a Contax obteve maior crescimento nos serviços de cobrança, retenção e SAC. “Isso ocorreu devido a demanda por parte de empresas do setor financeiro, cartões de crédito e telecomunicações”, destaca. “A expectativa é continuar esse crescimento, porque cada vez mais as pessoas e as empresas buscam canais remotos de contato para suas necessidades; graças ao advento da universalização do uso das telecomunicações que permitiu uma séria de canais alternativos como a internet”, conclui.