Datamétrica anuncia plano de expansão

0
4



Com 14 anos de atuação nas áreas de telemarketing, consultoria e pesquisa, a pernambucana Datamétrica vai inaugurar, até fevereiro de 2011, um site em São Paulo, provavelmente na região central. Serão cerca de 50 Posições de Atendimento, com 80 funcionários. A empresa também pretende fortalecer os sites em Pernambuco, principalmente o de Olinda, com mais 800 PAs, o que significará 1.500 novos empregos no estado. Em expansão, a empresa tem planos de construir um prédio em Olinda para unificar os três sites de Pernambuco (dois em Recife e um em Olinda). Atualmente, a empresa conta com 3.000 funcionários e 1.420 PAs, divididos entre os sites de Pernambuco e o de Itapetininga, interior de São Paulo.

 

“Nosso site em São Paulo não será grande, a princípio. Preferimos a região central da cidade, que possui várias linhas de ônibus e estações de metrô. Será mais barato e eficiente. Também temos planos de construir um prédio em Olinda para compactar nossa operação em Pernambuco”, explica Alexandre Rands, presidente da Datamétrica, em entrevista exclusiva para o Callcenter.inf.

 

Ele calcula que o faturamento da Datamétrica terá um aumento de mais de 20%. “Em 2009, faturamos cerca de R$ 42 milhões. Temos a previsão de fechar este ano com um faturamento de pouco mais de R$ 50 milhões”, afirma o executivo. Entre os principais clientes da empresa estão o INSS, a Sabesp, a Compesa (Companhia Pernambucana de Saneamento), Claro e Embratel.

 

Para o presidente, o diferencial da empresa é a utilização de recursos estatísticos para tornar mais eficientes as operações de call center. “A origem da Datamétrica é de uma empresa de consultoria econômica e de pesquisa de opinião. Por isso, temos um pessoal com boa formação estatística. Utilizamos os dados para um sistema de controle de pessoas e menor perda de chamadas. É assim que esperamos nos consolidar e crescer no mercado”, ressalta Rands.

 

A Datamétrica fechou recentemente parceira com a empresa Telemídia, de São Paulo, para realizar atendimentos com operador virtual. “Com ele, existe a interação inteligente com a pessoa que está ligando. O objetivo é que o cliente nem perceba que está falando com uma máquina. A tendência do telemarketing é fazer com que aumente o número de contatos feito com operadores virtuais”, conclui Rands.