De olho no cliente vaidoso?

0
4



Dando continuidade com a série de matérias sobre as tendências do mercado de relacionamento com cliente, o Callcenter.inf.br abordará, a partir de hoje (17/10), a indústria de beleza. Serão entrevistas exclusivas com os executivos da Ala Szerman, Amway, O Boticário, Herbalife, Johnson & Johnson, Mahogany, Natura, Procter & Gamble, e Unilever. Vivendo um bom momento, o setor tem apontado para uma concorrência cada vez maior. Neste cenário, o desafio é conquistar clientes e fidelizá-los, o que está levando as empresas a recorrerem a novas estratégias de relacionamento com cliente.


Hoje, a indústria de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, vive sua melhor fase. Nos últimos anos, os negócios cresceram cinco vezes mais que o PIB. De acordo com a entidade setorial, a ABIHPEC, em 2005 o faturamento líquido foi de R$ 15,4 bilhões, o dobro do ano anterior. Em 2006, R$ 17,5 bilhões. Nos últimos cinco anos, o crescimento médio foi de 10,7%, o maior crescimento industrial registrado no País. Uma radiografia setorial realizado pela Anvisa em janeiro deste ano identificou 1367 empresas. São Paulo lidera, reunindo 643 delas.


Os fatores que têm contribuído para o crescimento desse setor são a maior participação da mulher brasileira no mercado de trabalho, a utilização de tecnologia de ponta com o conseqüente aumento de produtividade, os constantes lançamentos focados em ampliar as camadas de mercado e o aumento da expectativa de vida. Outro público que tem alimentado essa indústria é o masculino, que passou a se preocupar com a saúde e o bem-estar e se tornou um grande consumidor. De acordo com a ABIHPEC, são lançados em média 200 novos produtos por ano, que respondem por 35% do faturamento.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVeganet em expansão
Próximo artigoAla Szerman se destaca no mercado