Em evolução, mas já com ganhos

0
8
Com crescimento, em média, de 10% ao ano, o mercado de gestão de clientes vem também evoluindo em suas práticas, com investimentos em tecnologia e qualificação de mão de obra. “Estamos bastante avançado nas práticas eficientes de gestão e desenvolvimento tecnológico e prova disso foi o resultado do Prêmio Latam desse ano”, afirma Wanesca Batista, gerente geral da Home Agent, apontando que essa conquista significa uma grande vitória para o setor no Brasil. Ela comenta que essa vitória das empresas brasileiras mostra que o setor de contact center do país vem se fortalecendo, o que é de fundamental importância. “Trata-se de um dos segmentos que mais gera oportunidade de trabalho e que mais contribui para a formação dos jovens, além de ser a maior porta de entrada para o primeiro emprego”, salienta.
Contente com a conquista do troféu prata na categoria Melhor Contribuição em Responsabilidade Social, a gerente acrescenta que o prêmio enfatiza que a Home Agent está trilhando o caminho certo na busca do objetivo de alcançar a excelência no atendimento aos clientes, encantando da mesma forma, os colaboradores. “Iniciativas como o Prêmio Latam são de suma importância para o aprimoramento do setor de atendimento ao cliente, pois expõe as ações bem sucedidas das empresas e permite uma troca de experiência entre os players da América Latina, resultando, assim, na melhora constante do serviço”, destaca.
No caso da Home Agent, o case destaca a própria empresa que optou por adotar o modelo de trabalho remoto como solução para um teleatendimento sustentável e customizado focado na melhoria da mobilidade urbana e qualidade de vida. A empresa conta, hoje, com 105 operadores, que atendem a duas das maiores seguradoras de automóveis no mercado, e mais de vinte colaboradores que fazem back office. “Além de benefícios em qualidade de vida e resultados expressivos, o modelo de negócios proporciona redução de custos e, principalmente, praticidade na expansão de equipe operacional”, comenta Wanesca.
Um dos diferenciais destacados pela gerente é o fato dos operadores trabalharem em casa por meio de uma infraestrutura tecnológica que permite acesso aos sistemas, banco de dados e chamadas telefônicas. “Nosso modelo de negócios proporciona uma melhor qualidade de vida aos colaboradores envolvidos e consequentemente garantem indicadores mais eficientes: absenteísmo de 3%, turnover de 2% ao ano e 30% a mais de produtividade”, aponta.