Falta de alinhamento no midmarket

0
5
Uma pesquisa realizada pela Avaya, com o apoio da Frost & Sullivan, identificou que canais e prestadores de serviços da América Latina possuem visões diferentes sobre as necessidades das companhias do midmarket. O estudo apontou também que empresas de pequeno e médio porte ainda não compreendem o verdadeiro retorno do investimento em projetos de comunicações unificadas – como aumento das vendas e melhorias no atendimento ao cliente – o que afeta, de maneira negativa, a adoção dessas soluções.
A pesquisa mapeou também que outro desalinhamento entre canais e prestadores de serviços é sobre quem tem o poder de decisão dentro das empresas do midmarket quando o assunto é investimento – enquanto os prestadores de serviços afirmam que o gerente geral e diretor de TI são aqueles que aprovam os investimentos, os canais consideram que o proprietário ou gerente geral são as principais figuras na tomada de decisões.
De acordo com o estudo, o único ponto no qual canais e prestadores de serviços concordam é em relação aos atributos mais importantes para as empresas quando pensam em investir em soluções de comunicação, ambos apontaram qualidade do produto, atendimento e suporte. Já a segurança foi um atributo citado apenas pelos canais.
Para Daniel Delgado, especialista em soluções para as PMEs da Avaya América Latina,  compreender as necessidades, atributos e como o midmarket reage é fundametal para a sinergia de todo o ecossistema e que a ausência desse alinhamento afeta negativamente a conquista de um maior número de oportunidades. “É essencial que a cadeia formada pelas empresas fabricantes, canais e prestadores de serviços (carriers) aprofundem essa interação e desenvolvam estratégias conjuntas, que integrem a comunicação com uma única mensagem, utilizem a mesma linguagem e ofereçam suporte, produtos e serviços de boa qualidade a preços acessíveis para o segmento de midmarket”, comenta.