Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Home office avança no Brasil

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Uma tendência de grandes metrópoles ao redor do mundo, o home office parece ter chegado ao Brasil no último ano. Isso porque 37,2% dos respondentes da Pesquisa dos Profissionais Brasileiros da Catho dizem fazer home office em algum momento, enquanto 62,8% não costumam cumprir a jornada de trabalho de casa em momento algum.
Embora o percentual de trabalhadores que fazem home office em algum momento seja relativamente grande, a quantidade da modalidade ainda é bastante distribuída e a maioria faz poucas vezes. Daqueles que fazem home office, 37,8% trabalham de casa de 1 a 2 vezes por semana, 34,7% fazem menos de 1 dia por semana, 16% mais de 3 e 11,6% de 2 a 3 vezes.
Quando se olha os números por porte de empresas, fica claro que a cultura de home office está mais inserida em empresas maiores. A quantidade de pessoas que afirmam trabalhar de casa em algum momento diminui gradativamente conforme o porte da empresa. Para as grandes, são 39,9% (sim) e 60,1% (não), enquanto para as micro o cenário é de 34% (sim) e 66% (não).
“Principalmente em grandes cidades, onde o trânsito intenso é uma realidade, o home office aparece como uma modalidade benéfica para empresas e profissionais. A casa do trabalhador jamais substituirá a empresa física, porém, a boa distribuição entre dias trabalhando de casa e na empresa pode auxiliar na melhora da gestão do tempo e, consequentemente, no rendimento do profissional”, afirma Fabrício Kuriki, coordenador de pesquisa e estratégia da Catho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima