Interactive Intelligence em transformação

0
0
A Interactive Intelligence está deixando de ser uma empresa que oferece soluções para se tornar um provedor de serviços para aprimorar a experiência do cliente. Essa é a mensagem que a empresa deixou no Interactions 2014, encontro que começou ontem e segue até quarta-feira, em Indianópolis, Indiana, EUA. “Esta mudança de perfil está cada vez mais consolidada graças ao sucesso de nossa oferta de CaaS, Communication as a Service”, explica Joe Staples, CMO da Interactive Intelligence, durante o primeiro dia do evento global Interactions 2014.
Os números da empresa atestam essa tendência. “Os resultados provenientes de vendas de CaaS subiram de US$ 14,4 milhões em 2011 para US$ 56,4 milhões em 2013”, enfatiza Staples. O faturamento total da Interactive Intelligence em 2014 deve chegar a US$ 370 milhões. “Esperamos que entre 55 e 60% do faturamento venha da plataforma CaaS”, aponta Staples.
Um dado interessante sobre a força da oferta CaaS da Interactive Intelligence é que 25% das corporações que escolheram esta solução pertencem ao segmento financeiro (bancos, corretoras, operadoras de seguro). Trata-se de uma vertical onde toda a infraestrutura de TIC é crítica para os negócios – desse modo, a decisão de colocar o contact center na nuvem torna-se possível por causa da estabilidade e segurança da oferta da Interactive Intelligence.