Nortel amplia portfólio de produtos de redes de banda larga

0
0

A Nortel Networks vai ampliar seu portfólio de produtos de redes de banda larga e permitirá que provedores de serviços de rede fixa ofereçam um novo conjunto de serviços de maior valor agregado e mais lucrativos para pequenas e médias empresas e para o mercado transmissão de dados em alta velocidade – além de uma seleção de novos serviços por banda larga, a exemplo de Voz sobre IP (VoIP), videoconferência pessoa para pessoa e mensagens instantâneas, que de consumo através de infra-estrutura de banda larga e de banda ultralarga.
A empresa viabilizará serviços triple play, ou seja, serviços de voz, televisão de alta definição e serviços de ajudarão os provedores de serviços a conquistar novos clientes e aumentar a receita média por usuário.
“O anúncio de hoje faz parte da estratégia para ajudar provedores de serviços na transformação de seus modelos de negócios com a criação de novos serviços altamente inovadores e mais lucrativos”, disse Brian McFadden, presidente de redes ópticas da Nortel Networks. “De acordo com esta estratégia, também pretendemos incorporar inteligência em elementos-chave da rede para que os usuários de banda larga possam contar com flexibilidade na personalização de seus serviços e vivenciar uma experiência de qualidade máxima. Com esta inteligência, provedores de serviços poderão aproveitar todo o potencial de suas infra-estruturas de rede de ponta-a-ponta e oferecer novos valores a seus clientes e incrementar sua competitividade a longo prazo.”
Esta iniciativa permitirá que a Nortel Networks ofereça um dos mais completos portfólios da indústria de soluções de banda larga – tecnologias ópticas, wireless e wireline – aos provedores de serviços. A Telecommunications Services of Trinidad and Tobago Limited (TSTT) e a Cable & Wireless Cayman Islands já anunciaram que atualizarão suas redes com soluções DSL e VoIP da Nortel Networks.
“Haverá um gasto significativo no mercado de acesso por banda larga de aproximadamente US$ 5 bilhões por ano nos próximos quatro a cinco anos”, disse Matt Davis, diretor de tecnologias de acesso por banda larga do Yankee Group. “Esta tendência é determinada pela necessidade das empresas de telecomunicações de substituir grande parte de seus atuais equipamentos de banda larga por uma geração mais nova de infra-estrutura, capaz de dar suporte a este triplo modelo de negócios.”