O desafio de definir objetivos

0
6
Autor: Eduardo Shinyashiki
Nada é mais desafiador do que viver de acordo com nossos sonhos, assim como nada é tão emocionante do que criar objetivos na mente, antecipando-se ao futuro, para, assim, colocar em prática as ações que nos aproximam da concretização da realidade imaginada.
As metas são desejos, aspirações e sonhos colocados a longo prazo, pois o ser humano consegue, por meio do pensamento, projetar-se no tempo. Ele é capaz de ver a situação do presente e imaginar como poderia ser lá na frente, de ver aquilo que ainda não existe e ainda possui capacidades e qualidades para suportar as adversidades e superar os obstáculos, com determinação, força de vontade e foco, sempre acreditando em uma visão e em contínua direção aos objetivos.
Porém, para isso, é preciso olhar internamente com honestidade, sem ilusões, consciente de que a vida tem muitas variáveis que se movimentam ao mesmo tempo. É sempre bom lembrar que o ponto sobre o qual temos mais conhecimento e responsabilidade é o de nós mesmos, então, assumir o compromisso pelo que se quer representa uma bênção.
E explico o porquê. Só assim, é possível reconhecer as aspirações e fazer os ajustes necessários para ir ao encontro da própria verdade, dos propósitos e projetos. Para se ter um futuro de sucesso, é necessário um tipo de planejamento flexível, que considere que no caminho possam existir incertezas e riscos, consciente de que a vida é mudança e transformação, exigindo contínuos processos de readaptação e inovação.
Para conquistar isso, um dos itens essenciais é desenvolver o olhar de “dono do negócio”, de empresário do próprio projeto de vida, ou seja, definir de maneira transparente essa visão e ter um plano de ação para torná-la real.
Às vezes, além de não se ter clara a meta para os anos que estão por vir e onde o trabalho entra nesse plano, não se tem definidos a direção e o real significado daquilo que estamos fazendo. Na verdade, a falta de autoprojeção no futuro comporta ações sem resultados, confusão e estresse. Por isso, estabelecer um norte é uma ferramenta poderosa que está em nossas mãos para ser usada.
Finalizo aqui com uma importante mensagem: buscar o entendimento de qual é o caminho de vida que se deseja viver permite ter consciência das ações necessárias para agir de acordo com o percurso escolhido. Vá em frente!
Eduardo Shinyashiki é presidente da Sociedade Cre Ser Treinamentos, além de palestrante, consultor organizacional, escritor e especialista em desenvolvimento das competências de liderança e preparação de equipes.